Dicas para garantir a segurança no canteiro de obras

Prevenir acidentes, cumprir com normas regulamentadoras e fazer manutenção preventiva dos equipamentos são apenas algumas das ações para garantir a segurança no canteiro de obras. Este texto foi produzido com o intuito de reunir as melhores práticas para a gestão na construção civil.

A seguir, abordaremos temas essenciais que certamente garantirão um gerenciamento mais eficaz de processos e planejamentos. E, além disso, contribuirão para a maior segurança no canteiro de obras, beneficiando tanto as empresas quanto os seus clientes.

Segurança no canteiro de obras: por que ela é tão importante?

Todas as atividades referentes à segurança no canteiro de obras são de extrema importância para um projeto de construção. Prezar pela saúde e pelo bem-estar dos trabalhadores envolvidos neste processo não apenas é uma obrigação da construtora, como ainda traz diversas vantagens ao ambiente de trabalho e aos resultados entregues.

Independentemente da dimensão da obra e até do número de profissionais envolvidos, uma gestão eficaz do que ocorre no canteiro de obras garante não só o aumento de produtividade. Mas também entregas de maior qualidade, redução no volume de acidentes de trabalho e casos de doenças ocupacionais, segurança de aprovações legais e economia de recursos.

Descubra, agora, como otimizar sua gestão e garantir a melhor segurança no canteiro de obras possível!

Coloque a segurança em primeiro lugar

Treinamento e conscientização. Essas são as prioridades para todo e qualquer profissional que visita o canteiro de obras ter em mente, independentemente do tempo de permanência no local ou da função exercida.

Qualquer pessoa envolvida nesta fase da construção deve receber orientações adequadas, concisas e transparentes sobre a adoção de rotinas seguras, práticas adequadas, operação de maquinário, equipamentos de segurança obrigatórios e procedimentos em situações de emergência.

Estas são ações que exigem planejamento prévio para garantir resultados eficientes. Tire as dúvidas dos envolvidos, mantenha-se atualizado sobre alterações em normas e leis, ofereça capacitações periódicas, crie um canal de comunicação aberto, facilite a troca de dados e esteja sempre presente.

Garanta o uso de EPIs e EPCs

Todo trabalho feito na construção civil oferece riscos aos profissionais. Quando um acidente acontece, as desvantagens são muitas. O uso de EPIs e EPCs é obrigatório para garantir a segurança no canteiro de obras e contra doenças ocupacionais individuais e coletivas.

Portanto, disponibilize equipamentos de segurança em perfeito estado para os funcionários contratados e terceirizados. A informação sobre o uso correto desses materiais, bem como um documento que ateste o seu recebimento, são práticas que não podem ser esquecidas.

Mantenha, ainda, estoques sobressalentes dos principais itens. Especialmente, aqueles que podem apresentar quebras, avarias ou perdas com maior frequência.

Siga as normas regulamentadoras

Existe uma infinidade de normas técnicas do Ministério do Trabalho que jamais podem ser ignoradas na rotina da construção civil. Segundo o Guia de Gestão para Segurança nos Canteiros de Obras, desenvolvido pela CBIC, os itens que mais exigem atenção são:

– NR 01: Disposições Gerais
NR 04: Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho
– NR 05: Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
– NR 06: Equipamentos de Proteção Individual (EPI)
– NR 07: Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional
– NR 09: Programas de Prevenção de Riscos Ambientais
– NR 10: Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade
– NR 12: Máquinas e Equipamentos
– NR 13: Caldeiras e Vasos de Pressão
– NR 15: Atividades e Operações Insalubres
– NR 17: Ergonomia
NR 18: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção
NR 21: Trabalho a Céu Aberto
– NR 23: Proteção Contra Incêndios
– NR 26: Sinalização de Segurança
– NR 35: Trabalho em Altura
– Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)
– Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)
– Corpo de Bombeiros
– Código de Obras


Leia também: Entenda o que são as Normas Regulamentadoras (NRs)


No entanto, há outras normas regulamentadoras que fazem referência ao setor e podem ser exigidas de acordo com as atividades praticadas durante a construção.

Vale prestar atenção às exigências advindas de esferas federais, estaduais ou municipais, como Ministério da Saúde e INSS, vigilância sanitária, órgãos de meio ambiente, acordos trabalhistas, autoridades de trânsito e concessionárias relacionadas aos fornecimentos de gás e eletricidade.

Faça a manutenção preventiva

Máquinas e equipamentos precisam estar em bom estado. Ou seja, é imprescindível que passem por manutenções preventivas e periódicas. Aqui, não estamos falando apenas sobre os veículos e o maquinário pesado, mas todos os itens constantemente adotados por colaboradores.

Sendo assim, gruas, elevadores, andaimes suspensos, rampas, escadas fixas, passarelas, cancelas, torres de transmissão, ferragens, instalações hidráulicas e elétricas e as demais proteções coletivas devem ser consideradas.

Certifique-se, ainda, que o serviço de manutenção será realizado por pessoas autorizadas para este fim. O uso de materiais de boa qualidade, assim como a fiscalização de materiais e pessoal, contribui para maior segurança no canteiro de obras dos trabalhadores. E, por isso, deve ser adotado por parte da gestão – inclusive, constando em orçamento, agenda e planejamento.

Mantenha o canteiro limpo e organizado

Boa parte da segurança no canteiro de obras está diretamente relacionada à limpeza e organização do local. Lembra das normais mais visadas, as quais citamos anteriormente? A limpeza das áreas coletivas é uma exigência legal expressa em diversos pontos da NR 18.

Uma boa maneira de manter essa organização é através de um planejamento especificado desde o início do projeto, que deve ser aplicado por todos. Tenha uma planta em mãos e determine o posicionamento de cada equipamento, maquinário e matéria-prima.

Pense que a localização de banheiros e refeitórios deve ser prática para o colaborador em campo. Atente-se, também, às condições sanitárias, de higiene e conforto. Considere ainda os tempos de deslocamento e a logística das movimentações no canteiro, descarte entulhos e sobras em locais apropriados e evite acúmulos desnecessários ou desperdícios.

Trabalhe com a prevenção

Melhor do que esperar por algum problema para a tomada de providências é prevenir que a segurança no canteiro de obras seja ameaçada pela falta de um planejamento. Estudar falhas e riscos passíveis de ocorrer é uma forma inteligente de prevenção.

O Hazop (sigla para Hazard and Operability Study) é uma maneira sistemática de avaliar os perigos de operabilidade num processo de trabalho, dividindo-se em etapas e considerando as variações de parâmetros.

A abordagem, que é bastante utilizada na indústria da construção civil, tem influência direta na segurança dos trabalhadores.

Adote um software de monitoramento

Em meio ao digital, nada mais adequado do que adotar o que a tecnologia oferece de melhor para fazer a gestão de tudo o que acontece no canteiro de obras. Garantindo, assim, um nível mais elevado de segurança nos processos de trabalho.

O gestor que conta com um software de monitoramento móvel fica a par do que acontece com a equipe em tempo real. Ou seja, além dos vários dados para fundamentar as tomadas de decisão, o período de ação é menor, os resultados são mais rápidos e a produtividade é otimizada.

Um sistema informatizado garante alto grau de segurança, uma vez que o gestor consegue monitorar, a qualquer momento, as reuniões efetuadas, as entregas e as baixas de EPIs, a realização e a validade dos treinamentos por colaborador ou equipes. Além de manter um histórico da documentação trabalhista pela integridade dos colaboradores e da empresa.

Como você vem cuidando da segurança no canteiros de obras? Deixe o seu comentário, compartilhando alguma experiência com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *