Quais são as tendências da engenharia civil para 2019?

Muito se fala em tecnologia – e isso não é à toa! A inovação está por tudo. Inclusive, serve de base às principais tendências da Engenharia Civil em 2019. Há diversas promessas interessantes para o ramo no futuro. Sendo assim, construtoras que desejam seguir o ritmo imposto pelo mercado, entregar experiências positivas para seus clientes e não ficar a trás, devem estar atentas ao que vem por aí.

Além das tendências da Engenharia Civil já conhecidas, há várias em desenvolvimento ou que já fazem parte das iniciativas de algumas empresas. São elas:

  • Tijolos inteligentes: recursos modulares e bastante ecológicos. Eficazes, baratos e sustentáveis, quando feitos com material reciclável.
  • Drones: veículos aéreos não tripulados que podem ser usados para fins de imagens do canteiro de obras. Eles também são úteis para o levantamento topográfico e a construção de modelos 3D de edifícios.
  • Impressões 3D: a impressão tridimensional é usada no desenvolvimento de projetos na área de construção, principalmente no aproveitamento de materiais recicláveis.
  • Sistemas informatizados: o uso das estruturas organizadas e coordenadas entre si facilita o planejamento, a gestão e a integração de projetos. Além disso, promove a especialização na cadeia produtiva (insumos, materiais e serviços). Devemos, ainda, mencionar o cloud computing, que oferece inúmeras vantagens e facilidades para as empresas de todos os segmentos.
  • Softwares de gestão: a introdução de dispositivos móveis no dia a dia do canteiro de obras tende a aumentar nos próximos anos. Com esse recurso, é possível controlar as variáveis da construção por meio de dados. Obtendo assim, menos falhas e maior segurança de informações.

As perspectivas são promissoras! Em meio ao novo cenário do setor, empresas com capacidade de se adaptar e antecipar tendências serão altamente competitivas. Continue a leitura para saber as tendências no segmento dentro dos próximos meses.

Tendências da engenharia civil:

Retomada de crescimento

O Índice de Confiança da Construção (ICST) avançou 1,5 pontos em outubro de 2018, chegando a 81,8 pontos. O crescimento da carteira de contratos impulsionou a alta consecutiva no indicador, que é medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com a confiança em recuperação, o cenário futuro se mostra com grandes expectativas.

Quais são as tendências da engenharia civil para 2019?

Fonte: FGV

Neste sentido, o Índice de Expectativas (IE-CST) cresceu 2,3 pontos e chega a 91, fortemente influenciado pelo aumento da demanda prevista da Engenharia Civil.

Já o Produto Interno Bruto (PIB), que é soma de todos os bens e serviços produzidos no país, apresentou crescimento de 1,6% e expansão de 1,2% na construção. A  expectativa é de crescimento para 2019, de acordo com instituições financeiras.

Deste modo, nos últimos meses, o mercado apresentou sinais de melhora e o ambiente é de otimismo em relação ao futuro, impulsionando apostas em tendências para garantir o crescimento.

Conheça tendências da Engenharia Civil em 2019

Há um certo tempo, a inovação é a palavra-chave do segmento de Engenharia Civil. O fato é inegável! Em 2019, ela continuará sendo um grande paradigma aos profissionais da área. Não é surpresa afirmar, porém, que novos processos, métodos de execução e tecnologias serão bastante populares na rotina do setor.

Realidade aumentada

É uma forma diferente – mais interativa – de construir projetos. Com maior notoriedade em relação à realidade virtual, este recurso é “uma visualização ao vivo de um ambiente real.” No ramo da construção civil, essa tecnologia projeta, em um espaço já existente, um projeto ou design em 3D ou dispositivos móveis.

Em vez de clientes visualizarem só a planta, por exemplo, a realidade aumentada permite que vejam uma projeção da construção finalizada. As vantagens da funcionalidade para a Engenharia Civil são muitas: economias de tempo e de recursos financeiros, maior precisão nos projetos, gestão mais eficiente dos processos, entre outras.

Concreto auto-regenerativo

O concreto é o material mais utilizado pela indústria da construção e muitos acreditam que, até 2030, a utilização será de 5 bilhões de toneladas métricas por ano. A mesma publicação afirma que o fato se deve, em parte, ao grande crescimento urbano de países como China e Índia. Além disso, os Estados Unidos são responsáveis por 8% das emissões globais totais da matéria-prima – e esse número só tende a aumentar.

Justifica-se, então, a criação de um concreto que se regenera sozinho, graças à presença de bactérias e material orgânico na composição. Este vídeo abaixo revela que a ação reparadora continua acontecendo por até 200 anos, sendo capaz de eliminar as rachaduras de prédios, pontes, estradas e demais construções. 

Robótica

Uma das principais tendências da Engenharia Civil para os próximos anos é o uso da robótica em atividades operacionais. Como na medição dos espaços, posicionamento dos tijolos, transporte dos equipamentos e descarregamento dos materiais.

Tudo indica que as máquinas poderão ser remotamente controladas por humanos. Elas não terão mais contato direto com algumas fases dos projetos da construção – como ocorre com tarefas que acontecem no chão de obra.

Wearables

Os dispositivos vestíveis têm sido amplamente utilizados pela área da Saúde e, logo, devem firmar maior presença também na construção. Especialmente, em se tratando da segurança e integridade física dos colaboradores.

Os sensores inteligentes serão inseridos em vestimentas, capacetes e acessórios, a fim de controlar as temperaturas, enviar a localização exata do trabalhador em caso de acidentes, calcular o número de pessoas em determinada área e/ou emitir os sinais de alerta mediante emergências.

Construção modular e pré-fabricados

Outra tendência da Engenharia Civil que continuará em alta em 2019 é a fabricação de elementos estruturais fora do canteiro de obras. Essa forma de construção permite otimizar os processos na construtora e acelerar as etapas do empreendimento.

Uma das maiores vantagens de casas modulares, por exemplo, é a facilidade de transporte para um novo terreno ou cidade. Também é uma forma de agilizar processos e otimizar a entrega de grandes projetos em áreas afastadas.

BIM

A tecnologia BIM está cada vez mais presente na área da construção e assim permanecerá. Sua capacidade de solucionar problemas age como uma aliada de todos os envolvidos no projeto. Ela contribui na redução de falhas, antecipa problemas e analisa possíveis interferências.

Sustentabilidade

Uma das necessidades mais urgentes da atualidade está relacionada à sustentabilidade. A indústria da construção pode contribuir – e muito – para a adoção de processos sustentáveis e, consequentemente, a proteção do meio ambiente e transmissão de mensagens positivas ao público externo.

O pensamento “verde”, que já deveria ser parte da rotina dos profissionais na área, continua muito forte em 2019 e vai além. Conservar a energia, melhorar a qualidade do ar, tornar as ações menos poluentes, incentivar a reciclagem e utilizar a matéria-prima eco-friendly são boas ações neste sentido.

Internet das Coisas (IoT)

A Internet das Coisas continuará se mostrado eficiente no canteiro de obras. As principais atividades relacionadas à Internet of Things (IoT) na construção incluem o rastreamento de equipamentos e funcionários, a condução de drones, as combinações Business Intelligence, a coleta de dados e o acompanhamento de todas as informações em tempo real.

Todos já percebemos que a tecnologia gera mudanças em velocidade impressionante. E, por estarmos em processos constantes de transformação e aprimoramento, outras inovações estão prestes a serem descobertas.

A era digital agrega ainda mais ao segmento, proporcionando uma nova realidade para os profissionais e tecnologias que criam possibilidades surpreendentes. Em suma, a indústria 4.0 é a principal tendência da atualidade e um passo quase obrigatório aos negócios que pretendem conquistar mais espaço no mercado.

As tendências da Engenharia Civil para 2019 afirmam que o caminho rumo ao sucesso é difícil, mas que a retomada do setor é algo próximo a quem investir em métodos modernos e eficientes. Leia mais sobre a qualidade da construção civil, em nosso blog!

 

8 Comentários


  1. Otimo, bom informações valiosas para quem está desmotivados, com o mercado de trabalho na área da construção civil.

    Responder

  2. Muito bom o post, estou de pleno acordo com as dicas e recomendações!

    Responder

    1. Olá Aurelio, agradecemos pelo seu comentário. Em breve devemos liberar um conteúdo com projeções para 2020. Abraço

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *