Tendências Engenharia Civil: o que esperar do setor?

Acompanhar as tendências da engenharia civil é um requisito para qualquer empresa e profissional que deseja se manter competitivo em um mercado repleto de avanços e transformações. 

Com o uso de equipamentos, materiais e técnicas construtivas modernas, é possível criar construções mais sustentáveis e duráveis. Tudo isso ajuda a reduzir os custos, melhora a produtividade e a eficiência e oferece uma melhor qualidade de vida para os clientes. 

Portanto, os profissionais da construção precisam ficar atentos a todas as inovações e tecnologias que surgem no mercado constantemente. Dessa forma, a excelência dos empreendimentos será elevada, tornando possível acompanhar as demandas e exigências do mercado.


Está sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo sobre Tendências da Engenharia Civil em áudio!


Para saber quais são as maiores tendências da engenharia civil para os próximos anos, continue lendo este artigo!

Quais as principais tendências da engenharia civil?

1. Tecnologia 5G

O 5G permite uma conexão de internet móvel muito mais rápida e econômica. Assim, ele promete ser uma revolução para as indústrias, já que vai permitir que máquinas e profissionais se comuniquem quase que instantaneamente.

Com isso, os canteiros vão ficar muito mais tecnológicos, contando com o auxílio de equipamentos e ferramentas conectados à internet que automatizam e até resolvem problemas com muito mais rapidez, sem atrasos ou perda de conexão.

Isso tudo pode ajudar em etapas críticas para o sucesso de uma construção, como a segurança, por exemplo. Com o 5G, será possível utilizar sensores para monitorar questões como temperatura, ruídos e até a presença de agentes nocivos.Também será possível monitorar em tempo real o uso de EPIs e EPCs. 

O 5G vai possibilitar que o armazenamento em nuvem e o acesso de informações através de dispositivos móveis seja quase instantâneo. Isso porque a tecnologia tem capacidade de transferência de dados até 70 vezes maior que o atual 4G.

2. Realidade aumentada

O uso da Realidade Aumentada (RA) na construção civil já é uma realidade, mas com o 5G essa ferramenta vai ganhar força. Hoje, a RA é utilizada principalmente na hora de vender um empreendimento, possibilitando que o cliente faça uma visita imersiva em imóveis na planta. 

A realidade aumentada é uma das fortes tendências para engenharia civil, pois com novidades como o Metaverso entrando em cena, essa tecnologia poderá ser utilizada também no canteiro de obras. Com o auxílio de equipamentos, como óculos especiais, será possível que os profissionais enxerguem modelos do projeto através das lentes

Assim, eles podem aferir a conformidade daquilo que está sendo executado de maneira muito mais rápida e intuitiva. Além disso, com a RA, o trabalho remoto se torna mais eficiente, já que é possível que o gestor veja, em 360º, o que acontece na obra sem precisar estar nela

3. Impressão 3D

A técnica de impressão 3D já é bastante conhecida para quem acompanha os avanços tecnológicos. Mas ela vem se tornando uma tendência na engenharia civil cada vez mais presente no dia a dia de vários setores. Com preços mais baixos, maior disponibilidade de equipamentos e conhecimento por parte dos profissionais, seu uso se tornou realidade. 

A impressão 3D pode ser adotada em diversas áreas da engenharia, mas a mais comum é na hora de apresentar ou vender um projeto. É possível imprimir uma maquete com altos níveis de detalhamento de forma rápida e relativamente barata. 

Isso torna mais fácil mostrar aos clientes e investidores como a obra ficará quando estiver concluída. Mas as possibilidades não param por aí. Hoje já existem empresas especializadas em construir edificações, ou partes dela, com o auxílio de impressoras 3D.

4. Digital Twins

Uma das grandes dificuldades na construção civil é prever corretamente o que vai acontecer com uma edificação quando submetida a diversos fatores. Tanto o vento, o sol ou mesmo as variações de cargas ao longo do tempo acabam gerando consequências na durabilidade, segurança e qualidade das construções.

Os Digital Twins, ou Gêmeos Digitais, são capazes de criar, no mundo virtual, o projeto que se deseja construir na realidade. Assim, os profissionais conseguem adicionar dados reais sobre a construção, fazendo com que a versão virtual se comporte da mesma maneira que a real. Isso permite que testes e simulações sejam realizados, gerando informações que vão melhorar a assertividade das previsões. 

Dessa forma, os projetos estruturais, por exemplo, conseguem ter uma base mais realista. Isso possibilita uma economia nos materiais, já que os elementos estruturais podem ser construídos com tamanhos reduzidos, mantendo a segurança

5. BIM

A tecnologia de Building Information Modeling (BIM), ou modelagem de informações de construção, em português, já vem sendo utilizada em muitas empresas do setor construtivo. Mas daqui pra frente, a tendência é que todas as obras passem a utilizar, em alguma etapa, essa tecnologia. 

Os softwares que utilizam o conceito BIM permitem que sejam criados modelos de construção com atributos técnicos em cada detalhe. Isso significa que os projetos deixam de ser apenas desenhos, tornando-se uma representação virtual daquilo que será construído. 

O BIM também utiliza o conceito de Digital Twins, realizando testes e simulações com os modelos computadorizados. Além disso, retira informações como o custo de cada elemento construtivo. Assim, tanto o orçamento, quanto o tempo da obra fica mais assertivo e pode ser realizado de maneira mais eficiente.

6. Sustentabilidade

Com uma escassez de recursos e a preocupação com os impactos ao meio ambiente, a energia renovável é uma das tendências da engenharia civil nos próximos anos. 

Isso significa que as empresas devem se preocupar em tentar não só utilizar menos energia durante a execução da obra, mas criar soluções para que elas gastem menos energia durante sua vida útil. 

Existem soluções simples, pensadas no projeto, que combinam a utilização de luz e ventilação natural para reduzir a necessidade de gastar energia com climatização. Há ainda soluções um pouco mais complexas, mas que vem sendo cada vez mais valorizadas, para a geração de energia renovável nas edificações. Aqui podemos citar a instalação de painéis fotovoltaicos, os famosos painéis solares.

7. Automação

Outra das tendências para engenharia civil é a adoção de sistemas de automação nas etapas construtivas. Isso não significa utilizar equipamentos que façam todo o trabalho sozinho, mas aqueles que automatizam as tarefas mais repetitivas e manuais

Com a utilização de soluções tecnológicas, como softwares de gestão de obras, é possível automatizar ao mesmo tempo em que se otimizam os processos. Isso porque permitem, por exemplo, que cálculos sejam feitos de maneira automática, com precisão e confiança. 

Além disso, essas soluções dão infinitas possibilidades, como a padronização de documentos, que agiliza os registros. Assim, os profissionais podem focar em tarefas mais complexas, a produtividade aumenta e a chance de erros cai. 

Gostou de conhecer sobre as tendências da engenharia civil? Você já utiliza alguma dessas inovações na sua empresa? Para não perder nenhuma novidade do setor construtivo continue acompanhando nosso blog!

Leave a Reply

Your email address will not be published.