Gerenciamento de obras: tecnologia para uma gestão eficiente

Está sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo sobre gerenciamento de obras em áudio!

Na hora de optar por iniciar uma nova construção, é preciso pensar qual o melhor caminho a seguir e como percorrê-lo. A maioria das pessoas não sabe sobre os pontos cruciais do gerenciamento de obras e como é importante que o projeto tenha os seus objetivos de qualidade, prazo e orçamento atendidos, evitando atrasos e aumento de custo.

Muitos profissionais da construção ainda relutam em adotar soluções para modernizar os processos construtivos. Mas, em um mundo cada vez mais conectado e tecnológico, as empresas que optam por não se manter atualizadas acabam perdendo competitividade no mercado. Assim, a tendência é que a construção civil se adapte aos novos tempos e invista cada vez mais em soluções tecnológicas.

Com elas, as tarefas são realizadas de forma mais ágil e com auxílio de sistemas especializados, minimizando as chances de erros e retrabalhos. A qualidade também aumenta, já que os softwares permitem um detalhamento muito maior.

Além disso, um dos maiores desafios a serem otimizados é a produtividade no canteiro.  Por isso, com a adoção de soluções tecnológicas, os benefícios obtidos com o gerenciamento de obras se tornam ainda melhores. 

Diversas etapas tornam-se automatizadas, a coleta e registro são mais precisos e produtivos, além de possibilitar uma maior organização dos dados, trabalho e comunicação remota, do salvamento na nuvem a várias outras funcionalidades.

Entenda melhor como a adoção de soluções tecnológicas pode otimizar o gerenciamento de obras e os benefícios que traz para a sua empresa. Confira!

Impacto da tecnologia na gestão de obras

Uma construção, do início até o pós-obra, engloba uma enorme quantidade de processos, pessoas e informações. Por isso, a gestão de obras, quando feita de forma manual, acaba sendo improdutiva, estando sujeita a erros, perdas de informação e falhas de comunicação, tornando-se inviável nos dias atuais. Assim, adotar soluções tecnológicas é um meio inteligente e relativamente barato de otimizar o gerenciamento de obras.

As soluções de gestão, geralmente utilizadas através de dispositivos móveis, possibilitam uma infinidade de recursos, como a automação dos processos de gerenciamento. Assim, agilizam o trabalho e minimizam as chances de erro humano. Além disso, há uma maior precisão, organização e centralização dos dados, evitando a perda de informações, que podem inclusive ser armazenadas de forma mais segura na nuvem. 

Outro ponto positivo é a possibilidade de enriquecer os dados com recursos visuais de vídeo e foto, tornando-os mais completos. Sendo assim, a adoção da tecnologia na etapa do gerenciamento de obras traz impactos positivos na produtividade, qualidade, assertividade e confiabilidade. Com isso, as empresas conseguem fazer mais em menor tempo, com maior qualidade e margem de lucros.

6 benefícios do gerenciamento de obras e como a tecnologia pode ajudar

O gerenciamento de obras é um processo que necessita de um acompanhamento constante, porém a tecnologia vem tornando esse processo mais simples, prático e principalmente eficiente. Listamos aqui os cinco principais benefícios do gerenciamento de obras e como a tecnologia pode ajudar neles.

1 – Ajuda a reduzir os custos com a parte jurídica

Vários itens podem deixar a construção mais cara. Porém, o gerenciamento de obras é um bom aliado para gerar economia. Entre os determinantes que podem encarecer uma obra, estão:

  • Atrasos;
  • Bitributação;
  • Retrabalho de documentos importantes;
  • Riscos na contratação.

O gerenciamento é crucial para que a construtora possa atuar em todos esses itens. Com o gerenciamento de obras, eliminam-se serviços do contrato com construtoras, pois podem ser adquiridos de forma direta com o empreendedor. Vale lembrar que a construtora permanece com a responsabilidade sobre os prazos, qualidade, controle, logística, entre outros fatores da construção. 

Além disso, com o auxílio da tecnologia, a criação, compartilhamento, acompanhamento e salvamento dos documentos importantes das várias etapas de uma obra se tornam mais produtivos, ágeis, precisos e seguros. Isso minimiza as chances de erro, retrabalhos e perda de informações e documentos, bem como diminui os prazos da obra e aumenta a qualidade.

2 – Auxilia na estratégia produtiva e acompanhamento das etapas

Quem cuida do gerenciamento de obras também ajuda para que a execução de atividades atenda a todos os requisitos. É o caso do custo e qualidade de acordo com o cronograma planejado. Por isso, o gerenciamento de obras está diretamente ligado à estratégia produtiva da construtora. 

A gestão de uma obra passa por todas as etapas construtivas, desde o projeto até a execução, e coordena cada uma dessas partes para que sejam cumpridas seguindo uma sequência lógica, no tempo planejado e com os custos pré-definidos na etapa de orçamento.

Com o uso de softwares especializados, é possível acompanhar as diferentes etapas da obra remotamente, e em tempo real. Registrar informações e eventos importantes se torna mais preciso e rápido com o uso de fotos, vídeos e áudios em um único lugar. Além disso, o acompanhamento do cronograma e alterações em projetos fica mais produtivo e automatizado.

3 – Antecipa problemas na obra

Por cuidar de toda a organização do cronograma, o gerenciamento de obras possibilita prever problemas e, com isso, resolvê-los de forma eficaz. 

O gerenciamento permite que a maioria desses possíveis problemas possam ser resolvidos antes mesmo da execução de certa etapa. Deste modo, é possível aumentar a produtividade, evitando retrabalhos e tempo ocioso no canteiro, fazendo com que o cronograma possa ser realizado dentro do previsto.

Adotando soluções aplicáveis a dispositivos móveis, a previsão e antecipação de problemas se torna ainda mais efetiva e ágil. Esses sistemas permitem que os funcionários do canteiro avisem com antecedência sobre qualquer contratempo, e também que os colaboradores se comuniquem de maneira remota para decidir como resolver a situação. 

Além de organizar e agrupar todas as informações, projetos e etapas, permitindo uma melhor visualização de tudo que pode interferir no andamento da obra.

4 – Melhora o controle do estoque de materiais

O gerenciamento de obras também auxilia a ter mais controle sobre o estoque de material para a construção. Isso se traduz rapidamente em economia. Afinal, evita o desperdício e ajuda a manter todas as despesas da obra dentro do orçamento. 

Um bom gerenciamento ajuda por conter uma lista com todos os produtos comprados e um acompanhamento do uso dos materiais. Dessa forma, fica fácil visualizar quando é necessário comprar mais algum item. 

Indiretamente, esse benefício auxilia o controle da mão de obra contratada e o quanto de insumos vem sendo utilizado, além de evitar atrasos e tempo ocioso pela falta de materiais.

Uma solução de gerenciamento consegue tornar essa etapa ainda mais eficiente, possibilitando que os trabalhadores mantenham uma atualização constante de tudo que foi usado e que será necessário nas próximas etapas. 

A organização e a busca dentro de um software de gestão de obras é simplificada e ágil. Com isso, o responsável pela análise e controle do estoque economiza tempo e pode se dedicar a outras demandas. Além disso, também permite que o gestor acompanhe e se adiante em tudo, inclusive remotamente.

5 – Torna a execução mais fiel aos projetos

O gerenciamento de obras auxilia também na hora de contratar mão de obra especializada e coordenar os contratados nas diferentes etapas da construção. Além disso, apoia no cumprimento das etapas dentro do cronograma e do orçamento. Tudo isso se traduz na execução fiel dos projetos, gerando mais qualidade e eficiência aos imóveis. 

É preciso levar em consideração que, durante a execução de um projeto, podem haver alterações, mas com o gerenciamento de obras tudo isso pode ser previsto e contornado. Assim, a obra segue o projeto inicial de maneira precisa e, no caso de alterações, facilita a criação de um projeto as built (siga em inglês que pode se traduzir como “projeto como construído”).

Nesse ponto a tecnologia também se torna uma aliada, já que fica mais fácil acompanhar e seguir os projetos iniciais através de dispositivos móveis no próprio canteiro.  Além disso, possibilita que o projeto as built seja feito ao mesmo tempo em que as alterações são realizadas, minimizando a chance de perdas de informações ou detalhamentos errados.

6 – Melhora da qualidade dos empreendimentos

Um gerenciamento de obras eficiente ajuda a criar uma maior padronização nos processos construtivos, minimizando as desconformidades com os projetos e o planejamento. Assim, a qualidade geral da obra aumenta, garantindo que mesmo com profissionais ou situações diferentes, o resultado alcançado sempre seja o mesmo. Assim, todas as obras da construtora conseguem manter o mesmo padrão de qualidade.

Com precisão e facilidade de visualização das não conformidades, além de indicadores pré-formatados, garante-se maior assertividade e agilidade na gestão de qualidade. Dessa forma os profissionais e os fornecedores podem entender onde precisam focar e melhorar para garantir que todos os elementos construtivos tenham a qualidade esperada e exigida.

Assim, a construtora pode inclusive obter certificados de qualidade, como a ISO 9001, a principal certificação para sistemas de gestão com foco em qualidade, ou ainda o PBQP-h. Com eles, a empresa consegue elevar seu nível de excelência e competitividade no mercado, provando para os clientes que a construção se preocupa em entregar a melhor qualidade e que as obras realizadas estão em conformidade com os padrões.

O que deve ser levado em conta para a escolha de um software de gerenciamento de obras?

Para que o investimento em uma solução tecnológica gere os resultados esperados, é preciso que a escolha do software mais adequado para as necessidades da empresa seja criteriosa. Fazer um balanço de tudo que precisa ser otimizado nos processos da empresa é a maneira ideal para começar a decidir o software de gerenciamento. Assim, é possível comparar as funcionalidades disponíveis para fazer a melhor escolha.

Além das funcionalidades que atendam as necessidades da empresa, alguns dos recursos que são indispensáveis e devem ser levados em conta na hora da decisão são:

1 – Otimização do uso de dados

O software precisa ser capaz de melhorar e simplificar a coleta, o registro e o acesso de informações, inclusive de forma remota. O ideal é que ele tenha funcionalidades para enriquecer os registros, como o uso de fotos, vídeos ou áudios. Assim, as informações são mais completas e a coleta dos dados pode ser agilizada. Além disso, é preciso que o acesso aos dados seja feito de forma rápida, segura e de qualquer lugar.

2 – Integração das informações e segurança dos dados

Além da etapa da coleta e registro de dados, o ideal é que tudo seja integrado e centralizado, facilitando e dinamizando o controle das frentes de trabalho. Para isso, o uso de um software que consiga abranger várias etapas e que tenha o recurso de armazenamento em nuvem é o ideal. Assim, tudo fica organizado e com o acesso facilitado e agilizado, melhorando também a segurança dos dados e garantindo que nada seja perdido. Sem contar que esses dados podem ser sincronizados com ferramentas de Power BI.

3 – Melhora na comunicação e no acompanhamento das atividades

O software ideal precisa também possibilitar melhora na comunicação entre os colaboradores e permitir um acompanhamento contínuo das atividades. Funcionalidades que permitam a comunicação remota e através de dispositivos móveis são indispensáveis. Assim, os profissionais do canteiro podem atualizar a situação das atividades remotamente e os gestores podem tomar decisões de maneira mais ágil.

4 – Controle eficiente e abrangente

Outras  funcionalidades também são importantes, como o controle de documentos e insumos, registros, fornecedores, colaboradores e terceiros e a segurança da obra. Fazendo um controle preciso e assertivo de todos esses quesitos, é possível garantir a conformidade nos processos construtivos, além de evitar atrasos, gastos desnecessários e até situações como acidentes de trabalho.

5 – Aprimoramento das etapas do pós-obra

Um diferencial, ainda, é a funcionalidade que permite otimizar a etapa de vistoria e entrega no pós-obra. Com formulários pré-configurados é mais fácil e assertivo garantir a conformidade no fim da execução. Além disso, com recursos para melhorar a assistência técnica no pós-obra é possível otimizar a comunicação e agilizar a resolução dos problemas, garantindo a qualidade entregue e a satisfação do cliente.

Com o gerenciamento de obras, aliado a um software especializado, a garantia da execução no prazo e orçamento estipulados inicialmente se torna possível.  

Além de melhorar a produtividade e a qualidade dos serviços prestados, todas as etapas são geridas de maneira eficiente, evitando desperdícios e retrabalhos, o que no fim pode ajudar a reduzir os custos da construção.

Já usou essas dicas para gerenciar sua obra? Veja aqui alguns resultados que nossos clientes já alcançaram.

2 Comentários


  1. Infelizmente a maioria dos profissionais desconhece ou negligencia esses 5 pontos da Gestão de Obras. Excelente artigo.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acesse nossos materiais educativos sobre construção