Como a tecnologia ajuda na metodologia de gerenciamento de obras

É comum ouvirmos que uma empresa precisa de um software de gestão para sua administração. Mas e uma obra? Até pouco tempo atrás, poderíamos dizer que isso era inviável, afinal, como montar uma infraestrutura de tecnologia em um canteiro? Contudo, com as tecnologias disponíveis, hoje isso é viável e um importante diferencial frente à concorrência.

Equipamentos como tablets e smartphones podem contribuir com a mobilidade da informação dentro de uma obra para registrar todas as tarefas. Como principal benefício, a tecnologia traz um melhor controle de produtividade e perdas, reduzindo horas de retrabalho.

Outro ponto benéfico da tecnologia é a sustentabilidade ambiental, pois reduz o uso do papel e já não é mais necessário espaços para arquivamento. Além disso, fica mais fácil controlar prazos, evitar a ultrapassagem do orçamento, há maior confiabilidade das informações e a possibilidade de compartilhar em tempo real com toda a equipe.

Fato é que ferramentas de gestão não podem mais ser ignoradas por nenhum setor, pois, com a velocidade das informações junto à tecnologia, quem não estiver preparado certamente ficará para trás no mercado. Não basta mais fazer um trabalho perfeito, é necessário fazê-lo bem e rápido.

Alguns podem pensar que não têm estrutura suficiente de TI no escritório para suportar um sistema de gestão ou ainda pensar em grandes investimentos em tecnologia para poder ter um sistema de gestão. Porém, já contamos com recursos do tipo SaaS (Software as a Service) e Cloud Computing.

No Software como Serviço (SaaS), a empresa não tem a necessidade de comprar a tecnologia para ela. Apenas paga ao provedor do serviço por licença e por tempo utilizado. Nesta plataforma, temos a vantagem de não nos preocuparmos com atualizações e correções que sejam necessárias no software, pois elas são realizadas diretamente no ambiente do provedor do serviço. Já o Cloud Computing torna o SaaS viável.

A computação em nuvem possibilita sua empresa ter um servidor ou uma área dedicada a ela fora do seu escritório, onde os acessos são realizados de maneira remota através da internet. Com isso, não é necessário manter uma equipe de TI ou se preocupar com assuntos que são triviais aos negócios, como temperatura do CPD (Centro de Processamento de Dados).

Já sobre a internet, hoje é muito comum tê-la disponível nos smartphones, netbooks e tablets em conexões 2G, 3G e 4G, tornando absolutamente viável a troca de informações dos equipamentos com os servidores. Mas e se não estiver disponível?

Algumas ferramentas do mercado possibilitam a inclusão e a atualização dos dados mesmo offline e depois, quando o sinal está disponível, ocorre o sincronismo dos dados. A grande vantagem, neste caso, é poder consultar os dados que estavam no equipamento previamente.

Logo, se a internet estiver indisponível num momento importante da sua obra, você ainda poderá consultar os dados e dar andamento às atividades, fazendo com que o canteiro não fique parado.

Quando as informações são inseridas na aplicação e sincronizadas com o servidor, seu escritório tem a possibilidade de acompanhar em tempo real o andamento de suas operações, tendo condições de disponibilizar relatórios a seus clientes sobre a situação e o progresso do projeto.

A empresa que hoje quer ser competitiva no mercado tem que ter suas informações disponíveis de forma online, ser ágil e superar as expectativas de seus clientes, conquistar sua confiabilidade e credibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *