eSocial e SST: como se adaptar ao sistema com apoio do Mobuss Construção

Iniciado em janeiro de 2018, o eSocial é um novo sistema do Governo Federal que visa unificar o envio de informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias, através de um único ambiente.

Ele integra órgãos como Receita Federal, Caixa Econômica Federal, Ministério do Trabalho e Secretaria da Previdência Social.

As obrigações de envios estão acontecendo em prazos distintos, as chamadas ondas. O primeiro grupo a se adequar foram as empresas com faturamento superior a 78 milhões no ano base 2016. Mesmo dentro dos grupos, alguns envios de determinadas informações têm prazos distintos. É o caso das informações sobre Saúde e Segurança do Trabalho (SST).

Considerada a área mais impactada pelo eSocial, a SST terá sua primeira obrigação de envio em julho de 2019. Nessa onda – a sexta -, as empresas do grupo 1 (que faturaram no ano de 2016 acima de R$ 78.000.000,00) deverão enviar ao Governo todas as informações referentes à SST, como equipamentos de segurança obrigatórios, exames, treinamentos e reuniões de segurança.

O SST traz uma série de desafios para as empresas, incluindo as do segmento da construção, pois nem sempre os negócios contam com estes dados mapeados. A terceirização, que é uma prática comum dentro deste setor, também é impactada. Isso porque a construtora é corresponsável pela segurança de profissionais terceiros e caso o contratante não envie os dados ao eSocial, a própria construtora deve enviar essas informações dos profissionais. Continue lendo para entender melhor:

Como o Mobuss Construção vai ajudar sua empresa no eSocial?

Quem utiliza o Mobuss Construção tem um grande aliado não só no controle mas também no registro e na busca das informações de SST exigidas pelo eSocial. Dois módulos da solução, especificamente, são diferenciais importantes para apoiar as empresas no controle dessas informações e consequentemente na adequação ao sistema do Governo. Confira quais são:

Segurança do trabalho

O módulo de Segurança do Mobuss Construção possui em um único ambiente todas as informações referentes às entregas e devoluções de equipamentos de segurança os chamados EPI’s. Além disso, conta com histórico sobre reuniões de segurança e todos os detalhes a respeito do controle de SST dentro da empresa, incluindo informações de terceiros.

Habitualmente, o técnico de segurança da construtora utiliza este módulo no canteiro de obras, conferindo e ajustando as informações em tempo real, evitando falhas no repasse de dados – o que é comum quando o processo é apenas manual.

Estes dados podem ser exportados e enviados ao eSocial com mais praticidade e segurança. Para a construtora significa não só redução de tempo no envio ao eSocial, como também maior organização e a certeza de adequação dentro do prazo.

Assim, quem não conta com esse tipo de solução no canteiro de obras habitualmente passa por duas situações: ou os dados estão registrados apenas fisicamente e precisarão ser buscados em uma extensa papelada, tomando muito tempo da equipe, quando não ocorre a perda de dados e impactos  no envio.

Outra vantagem do módulo de Segurança do Mobuss Construção é que ele traz definido dentro do sistema as regras para distribuição dos EPIs. O técnico de segurança tem em mãos informações sobre quais serviços precisam de determinado equipamento, quem o recebeu/devolveu, a validade de cada um. Tudo isso descrito através de um histórico confiável, com as datas de cada ação e a assinatura do funcionário envolvido. No mesmo ambiente, tem acesso às informações sobre treinamentos relacionados ao uso dos equipamentos de segurança. Assim, os profissionais contam com mais facilidade para controle e distribuição, garantindo que a empresa seguirá as regras de segurança exigidas pela Norma Regulamentadora NR06. Dessa forma, os dados da construtora seguem em conformidade com as exigências do eSocial.

Além disso, este histórico, especialmente o relacionado a vencimentos de EPIs e reuniões de segurança, ajuda as empresas a atenderem as normas do evento S-2240 (Condições Ambientais do Trabalho – Fatores de Risco), em que precisa informar se o EPI entregue ao profissional é eficiente para o trabalho que está executando.

Ainda não conta com o Mobuss Construção ou está em dúvida em relação ao apoio da solução nas obrigações do eSocial? Entre em contato com nossa equipe e saiba mais.

 

Escrito por: Adriana Bombassaro – Diretora de Produtos da Teclógica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *