Vistoria de imóveis: é hora de repensar seu formulário de vistoria!

É possível encontrarmos imóveis apresentando problemas de conformidade e qualidade, até os recém construídos e recém reformados. Sendo assim, é crucial que haja um controle do que está sendo construído e do que está sendo entregue. Com isso, podemos nos certificar de que serão tomadas, principalmente, ações preventivas, ou até corretivas e jurídicas para resolver os problemas. Por essas razões precisamos realizar a vistoria de imóveis

A vistoria nada mais é do que uma verificação do estado em que os elementos de uma edificação ou de uma parte dela se encontram. 

A vistoria funciona como uma prova que confirma ou refuta a conformidade do que foi entregue com o que consta no projeto ou no contrato. Assim, a vistoria de imóveis resguarda os direitos tanto dos profissionais da construção quanto dos clientes. 

Há também as vistorias que podem ser feitas durante as obras, chamadas vistoria de obra, como forma de acompanhar o andamento da construção e corrigir possíveis erros que aparecem, evitando atrasos e custos excessivos. Mas, se tratando de vistoria de imóveis, existem dois tipos principais: 

  1. Vistoria cautelar;
  2. Vistoria antecipada.

Confira a seguir!

Tipos de vistoria de imóveis 

1 – Vistoria Cautelar

Esse tipo de vistoria consiste em avaliar as redondezas de uma obra antes que a mesma se inicie. A vistoria cautelar avalia o estado em que os imóveis próximos à obra se encontram, detectando se há riscos para esses imóveis caso a obra seja realizada com equipamentos e técnicas inadequadas. 

Ela é, também, um seguro jurídico caso algum proprietário de uma edificação vizinha tente culpar a construção por problemas encontrados em seu imóvel durante ou depois da construção.

2 – Vistoria Antecipada

Já a vistoria antecipada consiste em avaliar o estado da edificação no momento em que ocorre a entrega de chaves ao cliente final. É um direito do consumidor, mas também funciona como uma garantia para quem está entregando o imóvel. Nessa vistoria é preciso constatar se aquilo que está sendo entregue contempla os itens que constam no contrato. Essa vistoria evita que hajam retrabalhos, atrasos e mais custos após a obra ser entregue.

Quem pode fazer a vistoria de imóveis e como é feita a vistoria de um imóvel?

Os profissionais habilitados para fazer qualquer vistoria de imóveis deve ser registrados no CREA. O profissional escolhido para a vistoria deve utilizar métodos que consigam reunir todos os dados do estado em que o imóvel se encontra. 

É preciso avaliar diversos fatores, mas os mais importantes são a estrutura, a parte hidráulica e elétrica. Além desses, ainda deve ser avaliada a questão estética e funcional do imóvel. É importante ressaltar que toda vistoria precisa de um documento que reúna todas as informações coletadas no local, a esse documento chamamos de formulário de vistoria

O que é o formulário de vistoria e o que ele deve conter?

O formulário de vistoria é um documento detalhado constando todas as informações obtidas pelo profissional durante a vistoria de um imóvel. Para análises futuras e para que outros profissionais possam compreender o estado real do imóvel ao ler o formulário, as informações nele precisam ser claras e precisas, não deixando brechas para possíveis más interpretações. 

Para que o formulário seja ainda mais detalhado, é necessário que ele acompanhe evidências, como fotografias mostrando a situação dos elementos da edificação. Ainda, se necessário, deve conter ensaios, fórmulas, tabelas e gráficos que comprovem o estado do imóvel, principalmente na questão estrutural.

Como o formulário de vistoria de imóveis é feito?

Antigamente os formulários de vistoria de imóveis eram feitos à mão ou impressos, algo que, em muitos casos, acarretava em um grande volume de folhas e fotografias impressas. Além disso, era algo extremamente trabalhoso e difícil de ser armazenado. 

Já que o formulário é um documento importante, ele deve ser armazenado adequadamente para que não haja extravios ou perdas. Atualmente, com o advento da tecnologia, há maneiras mais práticas, eficientes e seguras de se fazer e armazenar os formulários.

De que maneira a tecnologia pode melhorar a confecção dos formulários?

Com o auxílio de computadores e também outros dispositivos móveis, a tarefa de escrever os formulários se torna mais precisa e rápida, economizando tempo e, consequentemente, reduzindo custos. 

Isso também facilita a anotação no momento da vistoria de imóveis, melhorando o detalhamento dos formulários. Há também a possibilidade de se acessar, remotamente, normas técnicas durante a vistoria, assim o profissional pode realizar um trabalho com melhor qualidade e conformidade. 

Além disso, hoje existem softwares que auxiliam no detalhamento e a produtividade da vistoria. A tecnologia ainda tem a capacidade de auxiliar em outra parte importante: a centralização e armazenamento dos dados.

Como a tecnologia auxilia no armazenamento dos formulários de vistoria?

Como uma vistoria de imóveis produz uma grande quantidade de dados, é crucial que o armazenamento seja feito da maneira mais eficiente e segura possível. Para isso existem softwares que armazenam todos os dados, formulários e as fotografias tiradas na vistoria não correm mais o perigo de perder a legibilidade e a qualidade, como acontece com as versões físicas. Além de melhorar a comunicação e a agilidade na troca de informações sobre a vistoria de imóveis.

Já que a vistoria de imóveis é tão importante, fica claro que ela é uma etapa que não pode ser ignorada. Isso porque as ações preventivas e/ou corretivas tornam-se possíveis quando é feita de forma eficiente. 

Após realizar a vistoria, temos a necessidade de elaborar um formulário de vistoria detalhado. Hoje dispomos de toda tecnologia e recursos, não há desculpas para não realizá-los ou elaborá-los sem eficiência e qualidade. 

Ficou com alguma dúvida sobre a vistoria de imóveis? Tem alguma sugestão de como melhorar ainda mais os formulários de vistoria? Conta aqui para gente nos comentários abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *