Canteiro de obras: como realizar o controle da Vistoria e Entrega

Em uma obra, garantir que não haja atrasos é fundamental. Mas saber desta necessidade não é garantia de que não vá ocorrer. Para isso, é indispensável tomar medidas que garantam que estas falhas não aconteçam e a tecnologia tem sido um dos grandes aliados das construções quando o assunto é controle e tempo.

Através de aperfeiçoamentos realizados com o desenvolvimento tecnológico específico para a área de construção, foi possível não apenas reduzir, mas também otimizar o tempo de construção de uma obra e também dos gastos. Inevitavelmente, isso também nos leva ao controle da vistoria e entrega do canteiro de obras.

Para realizar um controle da vistoria eficiente é preciso prestar atenção em muitos detalhes que precisam ser analisados e aprovados. Eles vão desde formulários até acabamentos visuais. É fundamental ao responsável pela obra ter o total controle para garantir a entrega no prazo sem gerar maiores gastos ao contratante. O objetivo é proporcionar a garantia do cumprimento dos prazos, bem como a redução de gastos e com isso promover a imagem da empreiteira perante o mercado.

Na última etapa, torna-se necessário finalizar e revisar os últimos detalhes visuais, realizar inspeções, elaborar e preencher formulários, programar vistorias com o cliente. Ao trabalhar com a necessidade de finalizar tantos detalhes, a melhor maneira de controlar a vistoria e entrega é acompanhando o desenvolvimento de cada atividade.

Mas como se dá esse processo de controle?

Além de profissionais capacitados, com conhecimento e experiência sobre a área que atuam e com responsabilidade sobre as tarefas que precisam ser desempenhadas, uma das recomendações ao gestor é que faça o acompanhamento da obra em tempo real.

Apesar das eventuais dificuldades em realizar esse tipo de acompanhamento, é através dele que o responsável terá controle do que acontece no canteiro, podendo assim tomar decisões com maior clareza. Como exemplo, realizar mudanças necessárias para redução não somente de custos, mas também de riscos e de improdutividade, torna-se muito mais simples e prático.

Outra atividade que pode ser realizada é a análise entre o que foi planejado e o que realmente foi executado durante o dia. O controle se dá através do gerenciamento da área de segurança de equipamentos e perdas. Com isso é possível saber se o atraso em determinado dia é resultado da quebra de equipamento, de chuva ou ociosidade, ou então se devido às horas trabalhadas, às folgas ou às faltas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *