Passo a passo para realizar uma vistoria de obra com tecnologia

Procedimento essencial da construção civil, a vistoria de obra é uma medida que abrange diversos aspectos. Essa ação oferece inúmeras vantagens e beneficia todos os envolvidos: desde a construtora até os órgãos regulamentadores, dos profissionais aos clientes.

É um controle de qualidade que evita os acidentes, previne os atrasos, certifica adequação a normas e leis, reduz os gastos, economiza o tempo e garante uma entrega superior.

Acontece que a digitalização e automatização de processos mudou a forma como a vistoria de obra é realizada. Desde a Transformação Digital, a tecnologia vem sendo uma grande aliada dos profissionais da construção civil.

Confira, a seguir, um passo a passo completo para aprimorar a sua vistoria de obra com o auxílio da tecnologia.

Vistoria de obra: por que fazer?

A vistoria de obra é importante por funcionar como um diagnóstico preciso e atividade de prevenção de erros e situações atribuídos ao trabalho realizado por arquitetos, engenheiros, geólogos e geógrafos.

Este controle abrange todas as etapas da construção: planejamento, execução, verificação, correção e entrega. Além disso, a ação compreende, de acordo com o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), bens móveis e imóveis, assim como as “suas partes integrantes e pertences, máquinas e instalações industriais, obras e serviços de utilidade pública, recursos naturais e bens e direitos”.

É uma inspeção extremamente importante para o segmento por uma série de motivos: tem caráter preventivo, atesta a qualidade dos serviços, verifica se a obra está em conformidade com leis e regulamentações, garante que a entrega siga o que foi estabelecido em contrato e projeto executivo e assegura todas as partes envolvidas contra problemas relacionados.

Durante essas verificações, há uma série de quesitos que devem constar na lista de tarefas do profissional responsável pela vistoria de obra. São eles:

Sistemas hidráulicos

Referente às canalizações, escoamentos e vazamentos. A vistoria de obra na parte hidráulica compreende, principalmente, as áreas de cozinha, banheiro, lavabo e de serviço. Requer a análise de pias, boxes, torneiras, ralos, válvulas de descarga, chuveiros, registros, piscinas, grelhas, tubulações, canalização de esgoto e demais pontos de vazão de água.

Sistemas elétricos

Referente às instalações elétricas do empreendimento. Funcionamento de lâmpadas, interruptores e tomadas, campainha, qualidade da fiação, quantidade de pontos de energia nos cômodos, padronizações e interruptores paralelos são verificados.

Estruturas

Referente à estruturação do imóvel. Isso sugere portas, janelas, fechaduras, trancas, pisos e revestimentos, contrapisos, rodapés, altura e metragem dos cômodos, textura e cor das paredes, assentamento de placas e azulejos, rejuntamento, vedação, pinturas, forros, gessos, posicionamento das vagas de garagem, rachaduras, deslocamentos e infiltrações.

A realização da vistoria de obra é indispensável à área da construção civil por minimizar riscos e estabelecer metas, traçando formas de alcançar e ter sucesso no que foi proposto pela etapa de planejamento. Com o auxílio das tecnologias móveis, é possível acompanhar e conseguir resultados eficazes em todas as atividades da construtora.

Vamos ver como a tecnologia pode te ajudar neste processo?

Como adotar tecnologia durante a vistoria de obra

Por ser um conceito detalhado de todos os elementos, a vistoria de obra desempenha um papel fundamental. Assim, quanto mais precisas forem as informações capturadas no local, maior será o relatório de inspeção.

Neste caso, a tecnologia surge como uma oportunidade abrangente, rápida e confiável de realizar o trabalho. Veja como:

Controle por imagens

O registro fotográfico, por exemplo, é uma poderosa ferramenta durante a vistoria de obra. Além de enriquecer o laudo, contribui com uma visão real dos fatos constatados, eliminando falhas de comunicação ou interpretação dos registros escritos. O uso de uma solução digital permite que as imagens sejam disponibilizadas ao responsável em tempo real, agilizando assim as correções e alterações necessárias.

Segurança de dados

Na execução de cada etapa, devem ser coletados dados que serão usados posteriormente para a verificação do processo. Lembre-se de que detalhes são importantes e é necessário prestar atenção no momento da vistoria de obra. Por isso, use um software de mobilidade e armazene todas as informações coletadas, para que não haja o risco de perda.

Comunicação facilitada

Os softwares especializados também estabelecem um canal de comunicação transparente com o proprietário do empreendimento, o qual pode visualizar os relatórios de entrega e as planilhas de análise, bem como acompanhar, periodicamente, o andamento geral da obra.

Verificação em tempo real

Além de comparar os resultados alcançados com o que foi planejado, com todos os dados juntos em relatórios, o gestor de obras identifica problemas mais rapidamente. Logo, uma ferramenta de gestão fornece gráficos e comparativos que facilitam a identificação de erros.

Formulários e agendamentos

As tecnologias móveis também auxiliam no agendamento da vistoria de obra, inspeção e reinspeção. Elas, inclusive, geram formulários para controlar possíveis não conformidades e desenvolvem um checklist das fases de entrega.

Ao final da obra, os responsáveis precisam revisar os detalhes visuais, fazer as inspeções, preencher os formulários e agendar uma vistoria junto com o seu cliente. Tudo isso também pode ser feito com o auxílio de tecnologias móveis.

Dessa forma, é possível cumprir prazos, manter a rentabilidade da construção e promover a imagem de credibilidade e inovação da construtora.

Tecnologias como o Mobuss Construção oferecem amplas vantagens para construtoras que buscam por qualidade, agilidade, redução dos custos e confiabilidade nestes processos. Conheça mais, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *