Conheça as 3 etapas da limpeza pós-obra e seus benefícios

Depois de pronta, uma construção precisa passar por alguns processos antes de efetivamente ocorrer a entrega das chaves do imóvel para o cliente. É vital que seja feita a vistoria do imóvel, pois só com ela será possível averiguar se a construção atingiu seus objetivos construtivos planejados no projeto. Mas, antes da vistoria final é preciso realizar a limpeza pós-obra.

A limpeza é o primeiro passo a ser seguido depois que a construção termina. Não é apenas uma questão estética, visto que só depois dela será possível averiguar de forma completa a qualidade dos serviços realizados

É comum que, no momento da limpeza pós-obra, se descubra defeitos e vícios construtivos, seja um azulejo trincado ou com argamassa colada nele, ou mesmo uma parede com problemas na pintura e acabamento. 

Portanto, é de suma importância realizar a limpeza. É preciso levar em conta que a limpeza pós-obra não é uma simples faxina, pois os materiais de construção, como por exemplo o cimento, o gesso e as tintas, usualmente geram entulhos e sujeiras de difícil remoção, sendo preciso utilizar equipamentos, técnicas e produtos específicos. Além de assegurar o correto descarte.

Para que não haja avaria durante a realização dos serviços, a limpeza pós-obra deve ser realizada com cuidado por profissionais experientes e treinados. Além disso, entregar uma obra limpa é um grande pré-requisito para obter a melhor satisfação dos clientes, assim é provável que recomendem para outras pessoas. 

A limpeza pós-obra é importante porque permite que os profissionais consigam visualizar e analisar toda a construção corretamente em uma etapa crucial: a vistoria de obras

Se forem encontrados problemas na vistoria, serão necessários reparos que geram sujeira. Portanto, algumas vezes a limpeza pós-obra pode ter que acontecer mais do que uma vez, até que tudo esteja em conformidade e pronto para ser entregue ao cliente final.

Confira abaixo as três etapas para uma limpeza pós-obra eficiente:

Como ter uma limpeza no pós-obra eficiente?

1ª etapa: Tenha um planejamento definido

As etapas da limpeza começam no momento em que a obra está sendo projetada. Os profissionais responsáveis pelo planejamento devem pensar e especificar como será feita a gestão dos resíduos gerados pela construção. Assim, no momento do pós-obra a equipe responsável pela limpeza poderá descartar a sujeira e os entulhos apropriadamente.

Já na etapa da execução da construção é preciso que os profissionais que realizam a obra façam limpezas periódicas, tirando a sujeira mais pesada e descartando os maiores entulhos no momento em que são gerados. 

Alguns materiais de construção se tornam muito mais difíceis de limpar com o passar do tempo, como é o caso das argamassas e do concreto, logo, retirar esse tipo de sujeira durante a construção é muito mais eficiente. Assim, evita-se o acúmulo excessivo de sujeira no final da construção, agilizando a limpeza pós-obra. 

2ª etapa: Escolha os produtos, os equipamentos e as técnicas corretas

Como a limpeza pós-construção envolve uma sujeira de difícil remoção, é preciso escolher produtos que possibilitem a limpeza de maneira eficiente e ágil. Saber quais tipos de materiais foram utilizados na obra é essencial, já que alguns só saem com determinados solventes. 

Ainda, alguns materiais podem ser danificados se forem limpos com o produto errado, como o alumínio, por exemplo, que não deve ser limpo com cloro. Assim, evita-se também o risco de prejudicar os acabamentos da edificação.

Além da escolha dos materiais, os métodos e equipamentos de limpeza devem ser adequados para cada situação. Algumas manchas só serão totalmente retiradas utilizando uma lavadora de alta pressão, por exemplo. 

Já em outros casos a sujeira pode se encontrar em lugares altos, o que acarretará na necessidade de utilizar escadas. Portanto, é necessário planejar e escolher os equipamentos e as técnicas de limpeza corretas antes de iniciar a limpeza pós-obra.

3ª etapa: Opte por uma mão de obra especializada

De nada adianta escolher os melhores materiais e equipamentos se não houver uma mão de obra qualificada para realizar a limpeza. Os profissionais responsáveis devem conhecer os produtos, os métodos que serão utilizados e devem saber operar os equipamentos de limpeza. Assim o serviço será feito com qualidade e de forma produtiva. 

As empresas podem optar por qualificar seus profissionais para o serviço de limpeza pós-construção, no entanto esse investimento pode ser alto. Sendo assim, uma opção é contratar empresas especializadas em limpeza de materiais de construção civil. Seja qual for a alternativa, a escolha dos profissionais responsáveis pela limpeza acarretará diretamente na qualidade, na produtividade e nos custos dessa etapa e da obra em geral.

A limpeza pós-obra e a inspeção de qualidade estão diretamente ligadas, já que a fim de se avaliar de maneira mais eficiente a condição da edificação é preciso que esteja completamente limpa. 

A norma de desempenho NBR 15575:2013 da ABNT aborda que os profissionais responsáveis pela limpeza devem ser estimulados para detectar problemas, principalmente aqueles ligados ao desempenho térmico e acústico. Logo, o serviço vai além da limpeza e contempla também uma pré avaliação das condições da construção.

A vistoria de obras

Como já falamos, umas das principais funções da limpeza pós-obra é deixar tudo o mais visível e limpo possível para a etapa posterior de vistoria de obras. Todos os elementos construtivos, incluindo os acabamentos, serão minuciosamente analisados na vistoria para atestar a conformidade com as normas e com o que foi firmado em contrato.

A etapa em si é uma avaliação visual, já que não conta com nenhum outro método mais aprofundado, que segue um conjunto de importantes normas de padronização e segurança da construção civil, como as ABNT 5674, 13752, 14037 e 15575, além de normas periciais de engenharia e procedimentos técnicos para entrega e recebimento de obras.

A vistoria deve ser realizada por um profissional qualificado e habilitado pelo CREA e precisa ser acompanhada de registros detalhados, tanto visuais, como fotos, quanto escritos. Por isso, contar com o auxílio de soluções tecnológicas e dispositivos móveis é imprescindível, dando mais agilidade nos registros e segurança no armazenamento. 

Algumas partes da construção precisam ser examinadas mais cautelosamente, já que são elas que normalmente apresentam problemas e riscos. O sistema estrutural, o hidráulico e o elétrico são os que mais merecem atenção, já que garantem não só a conformidade com o contrato mas também a segurança e estabilidade da construção.

Não é incomum que sejam encontrados problemas na vistoria, e é de responsabilidade da empresa construtora atuar na resolução deles. Mas isso acaba gerando mais sujeira e resíduo que precisam ser limpos antes da entrega para o cliente. Por isso, algumas vezes se faz necessário realizar uma nova limpeza pós-obra ao fim do reparo dos problemas na construção.

A importância do pós-obra

Vale ressaltar que uma obra não acaba quando os processos construtivos terminam, mas sim quando ela é entregue ao cliente final sem nenhum problema que gere futuros reparos. Por isso, a etapa do pós-obra é crucial, sendo o momento ideal para que tudo seja limpo, organizado e vistoriado, garantindo que o projeto foi seguido e as normas foram respeitadas.

Um pós-obra eficiente deve contar com uma limpeza e uma vistoria de qualidade, pois isso evita que vícios ou defeitos construtivos passem despercebidos e resultem em um posterior serviço de assistência técnica pós-obra. É preciso lembrar que nem sempre os problemas são só estéticos ou funcionais, podendo também acarretar em riscos de vida para os usuários e vizinhos da construção. 

Por exemplo, se em algum ponto da edificação houver peças estruturais, como pilares, com a armadura exposta, isso pode levar ao desabamento da construção. Detalhes menores também precisam ficar visualmente expostos para os profissionais da inspeção, como pisos descolando, que com o tempo podem levar à infiltrações e problemas na estrutura.

Por isso, é vital que a limpeza pós-obra seja completa, possibilitando que o profissional responsável pela vistoria consiga visualizar fácil e claramente qualquer sinal de problema e possa acessar todos os locais da construção

Dessa forma, a empresa garante que construiu de maneira correta e com qualidade, se resguardando, inclusive legalmente, de futuros problemas que a construção possa apresentar.

O recomendado é que todas as falhas construtivas sejam identificados na vistoria e estejam resolvidos antes da entrega das chaves do imóvel para o consumidor. Isso faz com que a excelência da empresa responsável pela construção seja elevada e evita retrabalhos e custos desnecessários.

Portanto, as empresas responsáveis pela construção de edificações precisam planejar e executar com atenção a etapa da limpeza pós-obra. Com a escolha correta dos materiais, equipamentos, técnicas e da mão de obra especializada, a limpeza terá o melhor rendimento e qualidade. 

Ficou alguma dúvida sobre como realizar uma limpeza pós-obra? Tem alguma sugestão de como melhorar ainda mais essa etapa? Fique de olho nas nossas postagens ou comente aqui embaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *