6 práticas de segurança patrimonial para o canteiro de obras

O setor da construção civil teve um crescimento exponencial nos últimos anos, aumentando também o número de obras em execução em todo o país. Mas esse fato também chamou a atenção de criminosos, que passaram a invadir e furtar muitos canteiros de obras em busca de itens valiosos. Essa é uma questão que tem deixado muitos construtores com dor de cabeça, pois, dependendo do porte obra, esses equipamentos e materiais valiosos ficam guardados nos canteiros — o que é sempre um risco.

A seguir, vamos comentar sobre algumas práticas de segurança patrimonial para canteiro de obras que devem ser seguidas para evitar esses infortúnios. Continue a leitura!

Contratar serviços de segurança

Para evitar a invasão do canteiro de obras e furtos de ferramentas, equipamentos de segurança, materiais e equipamentos pesados, as construtoras devem contratar empresas especializadas em segurança patrimonial.

Para obras pequenas, o ideal seria instalar um sistema de alarme com monitoramento que disponibilize sensores, câmeras de segurança e alarmes sonoros. Já em obras maiores, além desse monitoramento, é necessário manter um vigilante no período noturno. Acredite: investir em segurança patrimonial com certeza compensam os possíveis prejuízos.

Esse foi um dos motivos que levou a Odebrecht a contratar o módulo de segurança do Mobuss Construção e também a TV corporativa da Teclógica. Esses serviços proporcionaram à empresa mais  mobilidade para gerir pessoas, tornando o canteiro de obras um ambiente mais seguro, além de garantir o aumento da produtividade.

Instalar cercas elétricas

Fazer a instalação de cercas elétricas com certeza é uma prática que evita a entrada de invasores no canteiro de obra, mas é preciso ficar atento, as cercas elétricas precisam estar devidamente sinalizadas com placas que possam advertir sobre o risco de choque. Para não ter problemas, é fundamental a contratação de uma empresa especializada para realizar a instalação. No Brasil, a instalação de cercas elétricas deve respeitar a norma internacional ABNT NBR/IEC 60335-2-76.

Aumentar a segurança do almoxarifado

O primeiro alvo da ação de invasores é, com certeza, o almoxarifado, pois é lá onde estão os objetos de maior valor. É importante intensificar a segurança nesse local, colocando câmeras em pontos estratégicos, além de mantê-lo sempre bem fechado, seguro e com acesso restrito apenas aos funcionários autorizados.

É indicada ainda a utilização de um contêiner como almoxarifado, um método já muito utilizado por construtoras.

Estabelecer uma portaria

É necessário que haja um controle de entrada e saída de pessoal, pois em uma obra há grande movimentação de funcionários, entrega de materiais, entrega de refeições e até corretores de imóveis com seus clientes.

É importante ter um controle eficiente de todas as pessoas que entram no canteiro de obras, se for possível anotando os horários de entrada e saída.

Definir critérios para seleção de mão de obra

Para evitar a contratação de funcionários que possam apresentar riscos à segurança patrimonial da empresa, é preciso que haja uma melhoria nos processos de seleção. Um método que pode ser utilizado é solicitar uma avaliação psicológica antes de efetivar a contratação e consultar antigos empregadores para ajudar a tomar essa decisão.

Colocar essas dicas em prática certamente terá um impacto positivo na segurança patrimonial para o seu canteiro de obras, não deixe de ler também um outro artigo sobre o tema: Segurança para evitar furtos no canteiro de obras.

Para ficar sempre atento às nossas novidades, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *