5 princípios para implementar o Lean Construction e otimizar processos da obra

Lean Construction é o termo oficial em inglês para designar um processo de construção enxuto. A tendência mundial é, de certa forma, recente. Iniciou na década de 1980 e, desde então, vem gerando impactos positivos no segmento da construção civil.

O objetivo é agir considerando questões sustentáveis. Isso significa evitar desperdícios com matéria prima, tempo e dinheiro. Assim, consequentemente aumentar a produtividade, melhorando a qualidade das entregas e gerando mais eficiência na rotina de obra.

A abordagem do Lean Construction inclui a aplicação dos princípios do pensamento clean para o ambiente de construção. Engloba desde a gestão da produção – junto à adoção de ferramentas, como o ciclo PDCA – até a finalização do projeto.

Nesse sentido, a metodologia congrega conceitos de TQM (Total Quality Management, ou Gestão da Qualidade Total), JIT (Just in Time), entre outros modelos. Isso sempre pensando em como é possível aumentar a performance dos projetos de construção civil e, ao mesmo tempo, esquivar-se de tantos desperdícios.

Construção enxuta versus construção tradicional

Basicamente, a principal distinção entre os dois tipos de construção é conceitual. A forma como cada um enxerga o processo é diferente. Na forma tradicional, os processos são divididos em subprocessos. No Lean Construction, separamos as atividades que realmente agregam valor das que não agregam.

Ou seja, a ideia central é manter somente o que é importante para o bom andamento do projeto, eliminando ações desnecessárias.

A imagem abaixo oferece uma visão geral sobre as atividades que agregam valor e as que não. O pensamento enxuto pretende eliminar todo e qualquer desperdício e, portanto, retirar ações como movimento, fluxo de materiais e espera do seu processo.

Desperdícios podem estar relacionados a: defeitos e falhas, produção em excesso, processamento inadequado, transportes ou ações desnecessárias, estoque parado, tempo de espera ou habilidades dos profissionais envolvidos.

Os princípios do Lean Construction

São cinco os princípios básicos que servem como guia para essa transformação do modus operandi durante o andamento de projetos de construção:

#1 Eliminar o que não acrescenta

Estamos falando em construção enxuta. Isso significa que é preciso cortar o desnecessário. Pense que todo projeto funciona através de processos distintos. A ideia, ao adotar o Lean Construction, é otimizar esse passo a passo, tornando o fluxo de trabalho mais direto.

Para reduzir ruídos e criar atalhos, faça a análise e perceba como está organizado o fluxo de trabalho da construtora hoje. Depois, identifique etapas desnecessárias ou repetitivas. O intuito é buscar métodos mais eficientes e substituir tudo o que for complicado.

Utilizar um suporte ao mangote durante o bombeamento de argamassa e permitir que o funcionário, ao invés de perder tempo segurando o dispositivo, consiga otimizar a sua produção e desempenhar outras atividades, por exemplo.

#2 Agregar valor à construção

Este é um princípio que está diretamente relacionado às necessidades e às expectativas do cliente perante a construtora. Com base nisso, de que forma é possível dar um passo além e agregar mais valor à construção?

Conhecer o seu público-alvo a fundo é uma das maneiras mais inteligentes de proporcionar experiências únicas e significativas ao cliente. Assim, você adquire diferencial realmente competitivo frente ao mercado.

Na prática, é fazer pesquisas de mercado antes, durante e após a entrega da chaves. Assim, é indicado que você considere tudo: a área da construção, os costumes, a faixa etária e as preferências dos moradores locais para aumentar o valor do produto, de acordo com o que esperam. É importante comunicar as descobertas a todos os profissionais, para que essas pessoas estejam na mesma página e caminhem rumo a um objetivo comum.

#3 Diminuir a variabilidade

O setor da construção civil lida com altos índices de imprevistos. Para profissionais da área, não existe fórmula mágica. Cada tipo de projeto contém as suas particularidades, os seus prazos de conclusão, a sua disponibilidade de maquinário, a sua contratação de mão-de-obra e as suas condições locais. Nem sempre é possível fugir de algumas incertezas.

No entanto, conseguimos adotar certos padrões para um melhor aproveitamento do tempo e uma redução do desperdício durante as mais variadas etapas da obra. Optar por blocos pré-fabricados e usar um sistema único para  instalações elétricas e hidráulicas são ações típicas do Lean Construction.

Como também realizar o treinamento de colaboradores, para que adotem os mesmos padrões adotados pela construtora. Com informações claras sobre o sequenciamento das tarefas, elimina-se falhas na comunicação e incidência de retrabalho.

#4 Otimizar o tempo

Tornar a construção mais enxuta significa fazer mais, em menos tempo. É isso, aliás, o que prega o modelo JIT (ou Just in Time), mencionado no início do texto. O propósito é criar um ambiente mais produtivo, sem desperdícios.

O sistema foi desenvolvido na década de 70 com o intuito de “produzir somente conforme a demanda, reduzindo custos de estoque e derivados deste processo. Mas, não é só isso! O Just in Time também inclui aspectos de administração de materiais, gestão da qualidade, projeto do produto e organização do trabalho.”

Ou seja, este princípio do Lean Construction é sobre manter-se em espera para que nada seja feito ou entregue até a etapa necessária – ou na qual exista tal demanda.

É necessário reduzir o tempo de ciclo quando possível. Concentrar os esforços da produção em lotes menores, eliminando interdependências entre as atividades e planejando de forma que as coisas possam acontecer paralelamente.

#5 Tornar processos transparentes

Quanto mais transparente for a gestão de obras em todas as etapas da construção, mais simples será a comunicação entre as partes e menores serão os índices de falhas. Aplicar transparência às ações significa estar em constante busca de melhorias e aperfeiçoamento.

O que é possível fazer para melhorar a troca de informação entre os envolvidos no projeto? Como garantir a simplicidade, remover obstáculos e reduzir atritos?

Deve-se pensar no básico. Envolver todos em reuniões de repasse, remover os obstáculos visuais do canteiro e deixar sempre um canal de comunicação aberto.

A maximização do valor, a eliminação dos desperdícios e a criação de um fluxo de trabalho mais suave e confiável fazem do Lean Construction um método repleto de vantagens para a empresa. Aumenta as margens de lucro e, simultaneamente, contribui para a reputação social que a empresa poderá nutrir – visto que é uma iniciativa mais sustentável e ecológica.

Criar uma indústria de construção que olha para o futuro é algo que atrai os jovens talentos, os quais passam a ver o trabalho da empresa como algo vibrante, gratificante e respeitável.

Lean Construction e a tecnologia móvel

O nível de otimização do Lean Construction requer que o trabalho seja realizado por meio de cadeias de suprimento integradas e complexas, proporcionando resultados de alto nível.

Esta é a grande vantagem de usar tecnologias com funcionalidade móvel: a coordenação da obra torna-se facilitada pois têm por base, informações e recursos altamente confiáveis. Capturando, em tempo real, os dados que são utilizados nos dispositivos dos profissionais que atuam no canteiro de obras.

Dessa forma, é possível gerenciar com precisão o andamento das obras, controlar todos os recursos utilizados, avaliar os equipamentos e a mão de obra, entregar as mesmas dentro dos prazos, manter a satisfação dos colaboradores em cada etapa do processo e produzir com qualidade, reduzindo os desperdícios e as despesas da empresa.

Se você espera obter resultados altamente estratégicos para sua empresa, talvez seja uma boa ideia considerar a adoção do Lean Construction pela organização. A decisão pode ser determinante para o êxito de sua obra e para o sucesso de todos.

Já pensou sobre isso? Conte-nos o que achou deste processo! Você consegue assemelhar alguns desses benefícios aos de sua empresa? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *