Segurança na obra: a importância dos EPCs

A construção civil é o quinto setor econômico com o maior índice de acidentes, segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), e o segundo com mais mortes no Brasil. Em se tratando de lesões, as quedas e ferimentos nas mãos são as mais frequentes entre trabalhadores. Já os acidentes fatais estão relacionados principalmente com casos de choques elétricos e quedas de grandes alturas.

Por isso, a gestão precisa garantir que os colaboradores estejam o mais seguros possível. Gerenciar os riscos é também uma maneira de gerar mais motivação, proteção e produtividade da mão de obra.

Uma forma de aumentar a segurança no canteiro de obras é investir nos EPCs. Veja a seguir o que eles são e qual a importância do seu uso:

Qual a importância dos EPCs?

Enquanto os EPIs são os Equipamentos de Proteção Individual, os EPCs são os Equipamentos de Proteção Coletiva, utilizados para proteger todos os trabalhadores dos possíveis riscos durante a realização das atividades. Eles podem (e devem) ser combinados com os EPIs.

Os EPCs envolvem uma gama variada de equipamentos, com diferentes funções:

  • Enclausuramento acústico de fontes de ruídos (volume propagado inferior a 80 dB);
  • Ventilação e exaustão no ambiente de trabalho;
  • Proteção de partes móveis de máquinas e equipamentos;
  • Capelas de segurança biológica e química (restringem o risco de contaminação a um só local);
  • Estruturas de ancoragem e plataformas de segurança (segurança em áreas altas);

Sistemas de sinalização, corrimões, sirenes para incêndios, iluminação, pisos antiderrapantes, fitas demarcadoras, chuveiros lava-olhos são alguns outros itens da lista de EPCs.

O que diz a legislação?

A NR 6, que lista os EPIs, define que eles devem ser obrigatoriamente fornecidos pela empresa aos trabalhadores quando:

  • Os EPCs não oferecem proteção completa contra os riscos de acidentes de trabalho ou de doenças;
  • As medidas de proteção coletiva ainda estejam em processo de implantação;
  • Em casos de urgência.

Como está a segurança no trabalho hoje em dia?

Apesar da incontestável importância dos EPCs e dos EPIs, o 20º Congresso Mundial sobre Segurança e Saúde no Trabalho (Alemanha, 2014) apresentou alguns dados alarmantes sobre acidentes de trabalho: conforme o diretor-geral da OIT (Organização Internacional do Trabalho) são nada menos do que 2,3 milhões de mortes por ano provocadas por acidentes e doença de trabalho!

Mais um dado chocante apresentado é que 860 mil pessoas no mundo sofrem algum tipo de ferimento diariamente no local de trabalho. Os custos globais (diretos e indiretos) com esses acidentes chegam a 2,8 trilhões de dólares. Para se ter uma ideia, em 2013, o INSS pagou 367 milhões de reais em benefícios por acidente de trabalho. De 2007 a 2013, esse número somou 58 bilhões de reais!

Qual é o ranking dos países em relação ao tema?

No ranking mundial em acidentes de trabalho, tem-se a seguinte ordem (onde mais acontecem os eventos):

  • 1º lugar: China;
  • 2º lugar: Estados Unidos;
  • 3º lugar: Rússia;
  • 4º lugar: Brasil.

Vale dizer que, no plano geral, a América Latina contribui significativamente para o aumento desses números. Há pesquisas recentes que indicam que os países da América Latina e Caribe chegam a gastar em média 10% do valor de seu Produto Interno Bruto (PIB) com os acidentes de trabalho.

Como reduzir os números com acidentes?

Para evitar que esses números continuem crescendo, é preciso que exista um trabalho colaborativo entre empresas e seus colaboradores, com o uso adequado de diferentes metodologias.

Campanhas de conscientização

Conscientizar empresas sobre a necessidade de investir em EPCs e os funcionários sobre a necessidade de usar equipamentos de segurança. É possível fazer isso através da apresentação de estatísticas, materiais didáticos, entrega de panfletos e folders.

Palestras

Os próprios gestores, bem como profissionais especializados, podem oferecer palestras aos funcionários, levando-os a reconhecerem a importância do uso de EPCs e EPIs.

Treinamento

Embora os EPCs sejam responsabilidade da empresa que promove o trabalho, os funcionários devem entender a sua importância e utilizarem adequadamente seus recursos.

Equipamentos de qualidade

É necessário que todos os equipamentos estejam em condições de uso e apresentem eficiência.

Portanto, os Equipamentos de Proteção Coletiva são uma forma de assegurar a segurança dos seus colaboradores e prevenir acidentes, mas é preciso garantir que todos estejam conscientizados e entendam sua importância e a maneira mais correta de se usá-los.

O ambiente em que trabalha oferece EPCs? Os seus colaboradores usufruem de segurança no trabalho?  Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *