Como os dispositivos móveis podem auxiliar no andamento da obra

Não importa qual é a sua profissão, a tecnologia pode ajudá-lo. Por isso, os dispositivos móveis estão ganhando cada vez mais espaço. Segundo dados da empresa de consultoria IDC (International Data Corporation), entre julho e setembro de 2014 foram vendidos aproximadamente 15,1 milhões de smartphones e 2,3 milhões de tablets, números recordes para o período. A vantagem destes aparelhos é a possibilidade de baixar aplicativos que podem ser acessados a qualquer momento e em qualquer lugar. No caso da tecnologia na construção civil, o engenheiro pode aumentar a sua produtividade e ter mais mobilidade no canteiro de obras, aumentando a qualidade do serviço sem perder tempo.

Benefícios

O setor da construção civil é bastante complexo e envolve vários elementos para que a produtividade seja a mais eficaz possível. Existe a necessidade de otimizar o tempo gasto para a execução da obra, de reduzir a quantidade de entulhos e diminuir o valor total da construção. Com o auxílio de um aplicativo para gerenciamento dos processos no canteiro de obras, que pode ser instalado num smartphone ou num tablet, o engenheiro pode melhorar todos estes requisitos.

Os benefícios do software para gerenciamento de obras são fazer o acompanhamento em tempo real de todas as atividades que envolvem o trabalho de um engenheiro, como informações relacionadas às etapas de execução da obra, retrabalhos e redução de custos, o que pode acarretar em tomadas de decisão melhores e mais rápidas. Os aplicativos ainda oferecem a possibilidade de gerenciar equipamentos, analisar a qualidade, a mão-de-obra, a vistoria, a assistência técnica, entre outros fatores.

Soluções Móveis

Os aplicativos para gerenciamento dos processos da obra, que podem ser instalados em dispositivos móveis, auxiliam diretamente nas práticas metodológicas utilizadas no dia a dia do engenheiro civil. Com ele é possível melhorar processos, otimizar equipes em campo e reduzir significamente o tempo de execução de alguns processos e os custos envolvidos. O objetivo final é obter um resultado gratificante para o prestador de serviço e também para o contratante.

Neste segmento, a tendência é que a tecnologia seja utilizada cada vez mais. No caso do Brasil, a falta de mão de obra especializada na construção civil faz com que o uso das tecnologias seja imprescindível ao gestor. A tecnologia pode trabalhar em conjunto com esses profissionais, trazendo maiores resultados em curto prazo – sendo que o investimento é cada vez maior.

Com o uso de aplicativos, o engenheiro civil tem acesso a todas as informações do canteiro, controlando o que acontece e podendo tomar decisões que vão melhorar a eficiência da construção. Entre os pontos que podem ser trabalhados nos softwares para a gestão de obras estão:

– Controle da produtividade

Controlar o horário dos funcionários e as metas individuais é uma tarefa difícil, mas que pode ser bastante facilitada com o uso de um smartphone ou tablet. Com a chegada das informações em segundos, é possível verificar se algum elemento está prejudicando o andamento da construção.

– Agilidade no acesso às informações

A tecnologia aumenta a rapidez do envio de dados, mas também da pesquisa por alguma informação específica ou arquivo. Os documentos mais importantes, por exemplo, podem ser inseridos em algum serviço de backup em nuvem, podendo ser acessado diretamente do dispositivo móvel com acesso à internet.

– Mais eficácia nas vistorias

O engenheiro não está na obra em 100% do tempo. Mas o uso da tecnologia pode fazer com que ele seja informado de qualquer irregularidade ou erro em tempo real, evitando que a obra seja atrasada por algum tipo de falha.

Investimentos

Um dos motivos que pode atrasar a utilização de um software para gerenciamento de obras é o investimento. É necessário adquirir um smartphone e/ou tablet, ter acesso à internet neste aparelho e adquirir o aplicativo de gestão. No entanto, o que deve ser considerado é o custo-benefício.

Por isso, o engenheiro civil deve avaliar os recursos oferecidos pelo software a partir de suas necessidades. Basicamente, o aplicativo deve contemplar algumas funções, como a qualidade do serviço, a segurança (inclusive com o controle de treinamentos de funcionários), a assistência técnica (que avalia desde a assistência ou ocorrência até a solução do problema) e a vistoria e a entrega (para os retoques finais e entrega da obra).

O resultado final do investimento em tecnologia é evitar o retrabalho, atrasos, desvios na comunicação, ocorrências, entre outros fatores que podem interferir no andamento da construção e no resultado final da obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *