Como usar a tecnologia móvel para solucionar problemas e imprevistos no canteiro de obras?

Em toda construção – seja de grande, médio ou pequeno porte –, o canteiro de obras passa por variações ao decorrer de sua execução, sofrendo a ação de vários intervenientes, tais como operários, equipamentos, materiais etc. E, para facilitar o desenvolvimento da obra e evitar problemas ou imprevistos, é necessário a utilização de soluções tecnológicas de gestão que facilitem a implantação de uma política de qualidade.

Mas como solucionar problemas da melhor maneira possível através de programas de gestão? Confira a seguir as dicas que preparamos para você.

1. O planejamento do canteiro de obras

Projetar o canteiro de obras é de suma importância, pois oferece condições de segurança, motivação e saúde aos operários, bem como facilita a execução racionalizada de todos os serviços. Em um projeto como este, devem ser incluídas as vias de circulação, que auxiliam no desenvolvimento das operações de apoio e no cumprimento de cada etapa da construção. Tudo isso de forma evolutiva e integrada, considerando a localização, o formato e o tamanho dos locais de trabalho fixos e temporários.

Para planejar de forma eficiente e segura a organização do canteiro de obras, é preciso utilizar soluções que projetam o canteiro e o empreendimento, além de reunir todas as informações em um único sistema acessível através de tecnologias móveis. Em muitas empresas, os gestores costumavam utilizar papéis e planilhas no Excel para inserirem dados importantes sobre as etapas da obra. Dessa forma, eles corriam o risco de perderem todas as informações coletadas. Mas com as novas tecnologias, os gestores não correm mais esse risco, mantem-se registrado no software e, inclusive, pode ser consultado como referência em obras futuras.

Lembre-se: o planejamento da produção é uma estratégia que visa organizar o trabalho, controlar a qualidade da execução e aumentar a produtividade, reduzindo os altos níveis de retrabalho, garantindo a rentabilidade do empreendimento e evitando possíveis problemas ou imprevistos. Assim, quando mal estudado, o projeto afetará o custo da produção, comprometendo o valor total da obra.

2. O cuidado com os níveis da obra

Toda boa construtora divide a administração de sua obra em três níveis: o estratégico, o tático e o operacional, cuja função e objetivos dos colaboradores são diferenciados. Em cada um desses níveis, o planejamento deve ser detalhista e preciso, tendo como foco principal a orientação para executar cada etapa. E, devido à dinâmica dos planejamentos, estes são realizados de acordo com a programação da obra.

O planejamento antes de a obra começar é imprescindível para que os engenheiros e os arquitetos discutam sobre a probabilidade de haver imprevistos e como resolvê-los rapidamente. Caso haja imprevistos, como um retrabalho por exemplo, é possível analisar o que ocorreu e priorizar tarefas diretamente do canteiro com o auxílio de tecnologias móveis.

3. A facilidade na aquisição de suprimentos

O processo de aquisição de suprimentos é um processo bastante complexo, que envolve vários responsáveis. As principais fases são: a identificação da necessidade do recurso; a realização do pedido de cotação; a comparação das propostas dos fornecedores; a emissão do pedido de compra e armazenagem. Além disso, a dinâmica do canteiro também influencia na aquisição dos materiais. Os problemas mais comuns no decorrer dessas fases estão na indisponibilidade de áreas para armazenamento e na estocagem incorreta de materiais, acarretando a perda de recursos.

Por isso, há a necessidade de aderir ferramentas tecnológicas que facilitem a administração e o gerenciamento dos suprimentos. Tais ferramentas têm como funcionalidades auxiliar no processo de abastecimento, armazenagem, processamento e disponibilização dos recursos, além de dimensionar as equipes de produção e gerir os fluxos de produção na obra.

Além disso, a utilização de um software de gestão, que pode ser acessado em qualquer lugar e a qualquer hora – independentemente de internet –, desenvolve um cronograma de necessidades de materiais e componentes, o que auxilia no processo de aquisição de recursos e no planejamento das entregas e estocagens no canteiro de obras, evitando assim falhas no processo logístico.

4. Os benefícios da tecnologia móvel

Ao utilizar tecnologias móveis para auxiliar em todas as etapas da construção, a construtora obterá benefícios desde o desenvolvimento do projeto até a entrega do empreendimento. Por meio dessa ferramenta, os temidos problemas e imprevistos são reduzidos, facilitando no andamento do projeto. Assim, a obra ficará dentro dos prazos e padrões preestabelecidos, inclusive em conformidade com os gastos e lucros previamente planejados.

E você, já adotou seu software de gestão? Não perca tempo, seu empreendimento só tem a ganhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *