Como a Internet das Coisas (IoT) pode transformar a gestão de obras na indústria da construção

O nome Internet das Coisas (ou IoT) pode parecer diferente. Mas, na verdade, vem transformando a gestão de obras no setor da construção civil. Ele representa a evolução e a assimilação da tecnologia na indústria, ganhando mais eficiência com a adesão de novos métodos.

À quem ainda não está familiarizado com o termo, a Internet das Coisas (que deriva do inglês Internet of Things — IoT) serve para denominar uma série de dispositivos eletrônicos conectados entre si, via Internet.

Essa funcionalidade tem o objetivo de tornar a vida dos usuários e construtores mais fácil. Permite manter relatórios e monitoramentos constantes de diferentes itens. Isso acaba transformando drasticamente a experiência nas obras.

Você não quer ficar para trás, certo? Então, leia este artigo para descobrir como a Internet das Coisas pode ser aplicada na sua empresa, a fim de poupar tempo e recursos. E o melhor: impulsionar o desempenho dos negócios.

O avanço da Internet das Coisas

Para que você possa ter uma ideia do que esse avanço representa, imagine que há 10 anos atrás existiam cerca de 6 bilhões de equipamentos conectados. Hoje em dia, esse número já ultrapassa os 15 bilhões e não pára de crescer.

A verdade é que a Internet das Coisas chegou para ficar e facilitar o nosso cotidiano. Seus benefícios representam muito mais do que competência: são reflexos de uma grande economia e melhor administração dos recursos e indicadores.

A automatização torna os dados mais precisos. Além disso, também evita erros comuns na passagem de documentos para sistemas digitais.

Uma vez que as empresas e seus respectivos profissionais estejam alinhados com o uso das tecnologias que a IoT proporciona, certamente estarão mais preparados para enfrentar um mercado cada vez mais otimizado.

O verdadeiro impacto da IoT na indústria da construção

A transformação digital está revolucionando o mundo, e com o setor da construção não é diferente. Adequar-se à ela é a melhor forma de se posicionar frente à concorrência com um serviço moderno e de ponta.

Boa parte das coisas que pareciam “ficção científica”, hoje são realidade. A Internet das Coisas pode agregar qualidade e otimização aos serviços das construtoras.

Graças aos avanços da computação e no armazenamento através da nuvem, é possível ter um intercâmbio mais preciso entre os dados. O resultado disso é a clareza na tomada de decisões e um gerenciamento mais inteligente dos recursos.

Vamos àquilo que realmente importa? Listamos as principais vantagens da Internet das Coisas em nosso setor e algumas sugestões para implementá-las. Confira a lista:

1. Gera economia de recursos

Já parou para calcular quanto sua construtora gasta por falhas de comunicação? É comum expor-se ao risco de atrasos nas entregas, perder equipamentos e até mesmo falhar no direcionamento de recursos.

O fato é que grande parte desses problemas tem natureza nos métodos de relacionamento — seja entre clientes, funcionários ou desenvolvedores. No entanto, é possível utilizar a IoT como um atenuante deste tipo de problema, a partir da automatização de alguns procedimentos básicos e organizacionais.

Por exemplo: imagine que é preciso consertar uma máquina. Se você repará-la assim que começarem os sinais de desgaste, o custo sairá em torno de mil reais e o processo levará 4 horas para ser concluído.

Por outro lado, se deixar que a mesma opere com defeito de peças, o dano sobre o equipamento será maior. Em função disto, o conserto agora passará a custar 5 mil reais e levará até 16 horas para ser finalizado totalmente.

Aderindo à Internet das Coisas, é possível instalar sensores nos equipamentos, que mostram quando alguma peça apresenta vestígios de má funcionalidade. O aviso garante que a notificação será feita no momento certo, permitindo efetuar o reparo em tempo hábil para minimizar os custos.

Outra boa tática é a adesão de etiquetas para Identificação por Rádio Frequência (RFID). Com esta tecnologia, você pode rastrear os materiais e equipamentos para evitar que sejam roubados ou perdidos no canteiro de obras.

2. Melhora a segurança do trabalho

É fundamental que o responsável do projeto garanta a segurança dos colaboradores, sem prejudicar a qualidade das atividades realizadas.

Com o uso da Internet das Coisas, a segurança do trabalho pode ser aprimorada a partir de tecnologia remota e outros dispositivos. A evolução da maquinaria para construção civil possibilita utilizar operações deste tipo para poupar os funcionários de grandes riscos.

Outra maneira de tornar o ambiente menos danoso é com o uso de wearables. Este é um tipo de ferramenta oferecida pela IoT que fica vestida no profissional.

Um exemplo disso é o uso de tecidos que ajudam a regular a temperatura, aquecendo seu corpo em situações de extremo frio. Ou ainda, sensores que permitam verificar o nível de fadiga, pressão e outros indicadores da saúde do colaborador.


Leia também: Como a tecnologia pode auxiliar na segurança do canteiro de obras


3. Otimiza a gestão do tempo

Como todos sabemos, há uma máxima do mundo dos negócios que diz: “tempo é dinheiro”. Portanto, melhorar a gestão do tempo significa também otimizar a aplicação dos recursos.

Fazendo uso da IoT, você pode programar seus equipamentos para que eles monitorem o próprio uso de energia. Tal acompanhamento vai desde a quantidade de força gasta até o tempo de inicialização e inatividade. Em posse desses dados, podem ser ajustados os ciclos de desligamento das luzes e máquinas para evitar o desperdício.

Além disso, o instrumento também auxilia no controle da atuação de cada funcionário. Com os resultados obtidos, é possível fazer um balanço para verificar o nível de produtividade da equipe.

A evolução é um fator crítico de sucesso para manter-se no mercado de modo promissor. E você, o que pensa em relação à Internet das Coisas aplicada ao setor da construção?

As novidades não param por aqui! Leia mais sobre tendências da Engenharia Civil para 2018 e fique pronto(a) para o que está por vir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *