Como o controle de processos através de tecnologias móveis diminui o retrabalho?

O setor da construção civil, após a virada do século, voltou a ter uma maior participação na economia do Brasil, representando cerca de 5,4% do PIB Nacional e 45% da formação bruta de capital fixo, segundo dados apresentados pelo BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento). E com a globalização, as construtoras passaram a buscar métodos construtivos e enfoques gerenciais eficazes, a fim de ganharem novos mercados e não perderem sua posição atual. Mas com a falta de planejamento de operações e alinhamento das inúmeras etapas do projeto, a obra acaba sendo penalizada com retrabalhos, processos que precisam ser refeitos para a correção de não-conformidades. A seguir, veja como diminuir o retrabalho através da utilização de tecnologias móveis.

Gestão eficaz de informações

No Brasil, a ideia de tecnologia associada ao planejamento operacional é adotada por poucas construtoras, enquanto que nos EUA e Japão é considerada uma ferramenta essencial para garantir a qualidade de uma edificação e reduzir as não-conformidades, conforme aponta um estudo realizado pela IAARC (Associação Internacional de Automação e Robótica na Construção).  O grande problema do retrabalho relaciona-se principalmente com a negligência em relação a gestão dos processos de operações, que afeta diretamente as atividades do canteiro de obras. Ele pode ser classificado como uma patologia do sistema de construção, e não da edificação em si. Por isso, juntamente com o cronograma físico-financeiro, devem ser planejados todos os processos da obra e prever quais problemas poderão ocorrer em sua execução. Com o uso de ferramentas móveis, o gestor pode controlar o cronograma de atividades e agendar a data de eventuais reparos, evitando assim o retrabalho.

Redução da probabilidade de erros

Na construção civil, diferentemente da indústria em série, é necessário ter uma fase concluída para que a próxima possa ser iniciada. E quando ocorre alguma falha durante a execução da obra, a questão volta às mãos do gestor, gerando retrabalho e aumento no tempo de entrega do empreendimento. Geralmente, os erros detectados no canteiro de obras são provenientes da falta de planejamento das inúmeras fases da obra, que certamente não seguiram um plano de execuções bem estruturado.  Por esse motivo, é muito importante que os gestores contem com o auxílio de uma tecnologia móvel para evitar erros na elaboração do projeto, definir todas as suas etapas e prever eventuais problemas que possam ocorrer em sua execução, o que contribui também para a redução das não-conformidades na hora da entrega das chaves para o cliente.

Maior controle de equipes e processos

Ao término de uma construção, caso tenha sido constatado um alto índice de retrabalho, certamente haverá uma diferença significativa entre o valor orçado e o executado. E sem o controle periódico de atividades, essa divergência fica sem documentos que comprovem as causas que originaram os gastos excessivos. E se analisado o histórico de retrabalho da construtora, é possível notar a repetição de determinadas patologias em outros empreendimentos. Isso indica a falta de controle de equipes e processos, que resulta na redução do nível de satisfação do cliente e da produtividade no canteiro. Com o uso de recursos tecnológicos, é possível controlar e gerenciar equipes e processos à distância, do próprio escritório da empresa. Com isso, a comunicação entre os diversos setores torna-se mais efetiva, facilitando assim a tomada de decisões.

Como você reduz as irregularidades no canteiro de obras? Compartilhe suas ideias conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *