Entenda a importância da manutenção preventiva nas obras!

Grandes movimentações de pessoas e máquinas, esse é o dia a dia de um canteiro de obras.

Se a equipe depara-se com uma  quebra inesperada de uma retroescavadeira no canteiro, isso pode alterar irreversivelmente o cronograma de uma obra, devido ao tempo gasto para consertar e também ao custo envolvido  para que a reparação seja feita. Em fato, dependendo da situação, a construção pode ser paralisada temporáriamente devido a um imprevisto que poderia ter sido evitado.

A manutenção preventiva na indústria da construção atua diretamente na redução desses riscos para a obra, evitando a perda de tempo, de dinheiro, e até de vidas, ao garantir maior segurança na utilização de equipamentos e maquinário.

Hoje, listaremos alguns motivos para te alertar sobre todo tipo de prejuízo que a falta de algumas cuidados  básicos poderão provocar e evitar imprevistos:

Manutenção preventiva no maquinário reduz o risco de acidentes

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), todos os anos ocorrem 270 milhões de acidentes de trabalho, de todos os tipos. Entre as justificativas para esse número elevado estão a falha humana, falta de preparo para utilização de equipamentos e maquinário e falta de manutenção.

O ambiente da indústria da construção envolve uso de maquinário pesado e fazer manutenção preventiva é a melhor maneira de reduzir a possibilidade de ocorrer algum tipo de acidente.

Aumento da vida útil da máquina

Como todo produto, os insumos que compõem uma máquina têm “data de validade”. Pneus ficam carecas e o óleo se esgota, por exemplo. Cumprir à risca o cronograma de troca desses itens é vital tanto para garantir um bom desempenho da máquina quanto para melhorar o seu tempo de utilização. Além, é claro, de evitar acidentes.

A vantagem da “parada programada”

Tirar um período para verificar todos os itens que compõem o ambiente da construção, onde circulam todos os dias homens e máquinas, é essencial para evitar problemas futuros.

A princípio pode parecer que é a perda de horas de  trabalho, mas colocar todos os equipamentos e itens em dia pode evitar paralisações mais sérias à frente, quando você tiver que lidar com um problema já existente.

Redução de custos

Experimente realizar manutenções preventivas em equipamentos como furadeiras, betoneiras e serras, por exemplo. O aumento de vida útil das ferramentas será nítido, evitando a troca de equipamentos por mau funcionamento.

O custo de fazer uma manutenção preventiva é muito menor do que deixar para corrigir mais tarde um problema mais sério. Como diz o ditado popular: “é melhor prevenir do que remediar”, e na construção civil não é diferente.

Além disso, quando você se prepara com antecedência para trocar os itens que precisam de reposição é possível conseguir preços mais baratos pela quantidade de insumos comprados.

A importância de incluir custos de manutenção na planilha de gastos

Se você faz um bom cronograma de obras e mantém o controle sobre os gastos diários da sua obra, lembre-se de sempre incluir os custos com a manutenção preventiva na sua planilha. Isso evita que você tenha “surpresas” com eventuais gastos que não estavam previstos, além de ajudar a controlar se os prazos para verificação de equipamentos estão sendo cumpridos.

Manter o canteiro de obras organizado, cumprir os prazos para verificação e troca de equipamentos e ferramentas, fazer manutenção preventiva e usar a tecnologia para ajudar no aumento da segurança e qualidade no ambiente da construção é minimizar os riscos de acidentes, e de perda de tempo e dinheiro na construção.

Gostou das nossas dicas? Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que envolve a indústria da construção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *