O que é a construção off-site e como ela garante agilidade nas obras

Para as construtoras, terminar uma obra no menor tempo possível significa maximizar os lucros e garantir um diferencial competitivo. Por isso, os profissionais vêm investindo em tecnologias que permitem agilizar a execução, diminuir os prazos e reduzir a quantidade de mão de obra, sem impactar a qualidade da obra. E são nesses quesitos que a construção off-site se destaca como uma solução inovadora.

Não é só a questão dos prazos de entrega longos que impactam negativamente o sucesso de uma obra, a falta de qualidade, padronização e o excesso de desperdício também são prejudiciais.

A maioria das vezes, todos esses problemas são decorrentes de métodos tradicionais e ultrapassados de construção, utilizando elementos moldados in loco e com pouco uso de equipamento tecnológico. 

Por isso, as empresas passaram a buscar soluções para otimizar seus processos, como os softwares de gestão de obras. Com isso, uma metodologia específica que garante maior agilidade nas obras vem ganhando destaque, a construção modular off-site.

O que é a construção off-site?

Em uma tradução livre, construção modular off-site pode ser definida como construção modular fora do canteiro de obras.

Esse método consiste na industrialização dos elementos construtivos, que são fabricados, moldados e montados fora da obra e posteriormente levados para seu local definitivo.

Isso significa que a construção sai praticamente pronta da fábrica, sendo transportada e instalada no lugar desejado. Isso se torna possível pela construção de módulos prontos nas fábricas que posteriormente são transportados e fixados uns nos outros no local da obra.

Esse método de construção vem sendo usado cada vez mais em obras de maior complexidade, como hospitais de campanha, por exemplo.

Como a construção off-site traz mais agilidade?

O método off-site tem origem na construção industrializada, onde o processo de produção é padronizado e muito mais rápido do que os convencionais. Isso acontece porque são utilizadas máquinas e soluções tecnológicas que constroem de maneira simultânea várias peças.

Dessa forma, tudo é feito de maneira precisa, sem retrabalhos e necessitando de uma quantidade menor de mão de obra.

Além disso, o processo de instalação, que precisa ser realizado por pessoal qualificado, é mais ágil, já que a maior parte dos elementos já está montado e unido. Com isso, estima-se que a construção pode ser de 4 a 6 vezes mais rápida do que utilizando métodos convencionais, como é o caso de uma ampliação de 800 m² em uma escola que levou apenas 30 dias para ser concluída.

Quais as condições para aplicar a construção off-site?

O fator determinante na hora da escolha pelo método de construção off-site é a distância do local da obra até a fábrica. Isso porque é inviável transportar uma edificação inteira, ou mesmo módulos dela, que geralmente pesam toneladas, por distâncias muito longas.

Assim, é comum que esse tipo de construção só possa ser aplicado em regiões metropolitanas, geralmente próximas de fábricas especializadas.

Além disso, é preciso averiguar se a instalação da construção off-site no local da obra é viável. Neste caso, obras em locais de ruas estreitas ou com terrenos pequenos dificilmente poderão ser executadas utilizando a metodologia off-site.

Quais as principais vantagens da construção off-site?

O primeiro benefício de investir na construção off-site é a agilidade na construção, gerando um cronograma bem menor para a entrega da obra. Isso permite que a empresa construa e entregue um número maior de obras no mesmo tempo que levaria para entregar apenas uma obra executada com métodos tradicionais, aumentando assim seus lucros.

Além disso, como os elementos construtivos são fabricados de forma padronizada, por máquinas e seguindo padrões rigorosos, sua qualidade tende a ser bem maior e mais garantida. Isso também praticamente zera a chance de retrabalhos e de desperdícios na construção, diminuindo os custos finais da obra.

Outra vantagem da construção off-site é que as chances de atrasos e problemas durante a construção diminuem muito. Isso porque nas fábricas não há impacto pelas condições climáticas e outros fatores que costumam atrasar a execução das obras.

Causar menos impactos ao meio ambiente na hora de construir vem se tornando prioridade no setor da construção, com cada vez mais obras ecológicas surgindo, como os prédios sustentáveis.

Por isso, vale destacar que a construção off-site é muito mais sustentável se comparada com os métodos tradicionais. Isso acontece pois o método utiliza majoritariamente aço, um material renovável, e reduz o uso de água e resíduos.

Qual a diferença entre a construção off-site e a tradicional?

No método de construção convencional, a edificação é completamente, ou majoritariamente, construída in loco, ou seja, no canteiro de obras.

Assim, todos os elementos construtivos são executados de maneira manual. Com isso o trabalho tende a ser menos produtivo e os resultados menos padronizados e com menor qualidade.

Sendo assim, a principal diferença entre a construção off-site e a tradicional é que na segunda a construção ocorre de forma manual, no próprio canteiro, e na off-site ela ocorre quase inteiramente em fábricas, com uso de máquinas. Por isso, a construção off-site tende a gerar resultados com uma qualidade superior, gerando menos desperdícios e reduzindo consideravelmente o tempo para a entrega da obra. 

O setor da construção civil vem buscando se modernizar e adotar novas técnicas que permitam otimizar os processos construtivos, como é o caso da construção off-site. Por isso, você precisa conhecer as tendências para a engenharia civil e começar a pensar em investir nas melhores soluções tecnológicas para a sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *