Quatro vantagens do módulo de Apropriação para o seu negócio

A execução de uma obra representa um desafio enorme para qualquer empresa de construção e, especificamente falando de construção pesada, existem características específicas e peculiares que a tornam ainda mais complexa.

Dispersão física da obra, imprevistos climáticos e sequenciamento das atividades são bons exemplos dos desafios da execução da obra.

E alcançar uma performance de excelência na execução requer controle do que está sendo realizado. Sem medir as atividades, não é possível obter indicadores para analisar a operação e propor ações de melhoria que reduzam perdas ou incrementem os resultados.

Para tanto, é necessário ter um processo consistente de registro das informações em campo, apontando tanto serviços como perdas de produção, envolvendo todos os ativos disponíveis, como mão de obra, equipamentos e materiais. Essa informação, quando coletada de forma estruturada, permite avaliar o andamento da obra, sempre baseado em dados e fatos.

Sob esta perspectiva, o módulo de Apropriação do Mobuss Construção é a ferramenta ideal para realizar os apontamentos em campo, permitindo informar dados como, tempo e métricas quantitativas relacionadas a  mão de obra, equipamentos e materiais envolvidos, vinculando-os ao serviço realizado ou o motivo ou causa de não-produção.

Confira abaixo quatro vantagens de utilizar o módulo de apropriação na sua empresa:

1 – Controle do custo efetivo de cada serviço executado

Com o apontamento diário e detalhado de informações, é possível determinar onde proporcionalmente  foi utilizado cada recurso. Com isso, é possível determinar quantidade de horas de mão de obra de um colaborador específico ou agrupado por função, horas por equipamento e material utilizado. Essa informação permite a apuração do custo real de um serviço e serve como histórico para retroalimentar futuros orçamentos.

2 – Otimização do tempo para obter uma informação

Como a coleta dos dados é realizada em dispositivos móveis, o tempo para enviar  as informações à todos os interessados é bastante reduzido, pois não há necessidade do retrabalho de digitação. Na maioria das empresas, essa digitação também representa o maior gargalo para a disponibilização da informação, pelo fato da equipe responsável ser multitarefa e impactada por atividades que impossibilitam a entrega da informação. Outro fator é que na transcrição de uma tarefa ocorrem erros de interpretação e transcrição dessas informações, criando sérios problemas. Com o módulo de Apropriação, que elimina esse passo no processo, a empresa dá um grande salto na direção de prover informações atualizadas aos seus decisores.

3 – Indicadores de produção do canteiro

Com o apontamento dos recursos utilizados nas tarefas, como mão de obra, equipamentos e materiais, é possível criar indicadores de acompanhamento da produção, com a finalidade de detectar falhas, gargalos e ineficiências que precisam de ações corretivas. Essa tomada de decisão fica mais assertiva e consistente, proporcionando a melhoria contínua da produção, sempre visando a obtenção dos melhores resultados.

4 – Foco em diminuição de retrabalho e desperdícios

Saber o custo de manutenção e a eficiência de produção de um equipamento é essencial para planejar a produção. Contabilizar retrabalhos de mão de obra nos serviços evidencia a necessidade de melhores qualificações aos colaboradores, sejam eles próprios ou terceiros. Tão importante quanto cuidar da produção dos serviços, também é atentar para as perdas de produção, pois muitas vezes são elas que corroem o resultado da operação. Ter a ineficiência sob controle significa uma otimização sistêmica dos recursos na obra, tanto dos custos diretos quanto dos indiretos.

Escrito por Silvio José Etges – Gerente de Produtos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *