Prevenção de acidentes na construção civil: 5 dicas essenciais

Você sabia que, no Brasil, estima-se que um sinistro de trabalho ocorra a cada 48 segundos? A construção civil, por sua vez, é uma das áreas onde eles mais acontecem.

Logo, a prevenção de acidentes é um tema cada vez mais recorrente entre os profissionais, gestores e investidores do ramo. 

Esses dados alarmantes são apontados pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho (OSST). Trata-se de uma análise do Ministério Público do Trabalho desenvolvida em parceria com a Organização Internacional do Trabalho, que registrou 4,4 milhões de acidentes no país entre os anos de 2012 e 2018. Sendo que, destes, 97 mil aconteceram no segmento construtivo! 

A seguir, entenda a importância da prevenção de acidentes frente a esse cenário adverso. Confira cinco dicas essenciais para diminuir os possíveis riscos presentes no seu canteiro de obras. Entenda, ainda, como a tecnologia é também parte importante deste processo.

Qual a importância da prevenção de acidentes na construção civil?

De acordo com informações levantadas no Anuário Estatístico da Previdência Social (AEPS), todos os anos são registrados cerca de 700 mil acidentes de trabalho no mercado brasileiro. Tal número coloca nosso país em 4º colocado em todo o mundo, atrás apenas de China, Índia e Indonésia.

Se para os trabalhadores em geral esta informação é digna de preocupação, os profissionais da construção civil, então, precisam ficar ainda mais atentos. Estima-se que os riscos de acidentes fatais na construção civil são mais do que o dobro da média de outros segmentos.

Essa informação é da Relação Anual de Informações Sociais, que ainda aponta um risco seis vezes maior de acidentes incapacitantes no setor construtivo em relação aos demais – não deixando dúvidas sobre como a prevenção de acidentes é um tema que ainda exige mais atenção dos profissionais do ramo!

Alguns prejuízos significativos podem ser impostos para as construtoras que não prezam pelo melhor padrão de segurança do trabalho. São eles:

  • Eventuais multas e sanções legais por falta de cumprimento da legislação;
  • Gastos com tratamentos, compensações e até eventuais processos de trabalhadores acidentados;
  • Comprometimento da imagem da empresa perante o mercado e os consumidores;
  • Menor índice de satisfação e consequente queda de rendimento dos demais colaboradores.

Para evitar estes e outros problemas, alguns cuidados básicos devem ser adotados pelas construtoras que desejam voltar seu foco para a prevenção de acidentes. Saiba mais sobre eles continuando a leitura!  

Quais os cuidados mais importantes para evitar riscos e acidentes nas obras?

Entre as causas que incitam os acidentes de trabalho no Brasil, as mais comuns estão relacionadas a fatores como:

  • Falta de preparo e conhecimento sobre segurança do trabalho e sua importância;
  • Não utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) seja por negligência da empresa ou do próprio trabalhador;
  • Desqualificação para lidar com certas funções ou equipamentos;
  • Ausência de fiscalização no canteiro de obras;
  • Maquinário obsoleto ou sem os devidos cuidados com a manutenção;
  • Excesso de horas trabalhadas, conflitos entre membros da equipe, problemas pessoais ou outros fatores externos que afetem o desempenho profissional e, consequentemente, aumentem os riscos de acidentes;   
  • Falta de atenção às normas regulamentadoras, descumprimento de leis trabalhistas e negligência aos direitos dos trabalhadores.

Por mais diversos que os motivos mencionados possam ser entre si, todos eles abrangem algumas questões comuns para serem solucionados. Incluem o conhecimento e a qualificação geral sobre o tema, o cumprimento das exigências legais e a manutenção de uma boa estrutura organizacional.

5 dicas essenciais para a prevenção de acidentes na construção civil

Separamos cinco dicas úteis para serem aplicadas na rotina da sua construtora e no dia a dia do canteiro de obras para mais segurança. Confira!

1. Respeite as Normas Regulamentadoras (NRs) do setor

Para garantir que a sua construtora atenda aos requisitos mais importantes na prevenção de acidentes, é preciso atentar ao conjunto de Normas Regulamentadoras (NRs) do setor. Elas versam, principalmente, sobre medicina e segurança do trabalho.

Cada procedimento básico de um canteiro de obras é previsto por uma NR diferente. Enquanto a NR 12 regulamenta a Segurança em Máquinas e Equipamentos, por exemplo, a NR 35 trata sobre Proteção de Trabalhos em Alturas. Já a NR 10 dispõe sobre Instalações e Serviços em Eletricidade, e assim por diante.

Dentre todas as NRs que regulam o mercado, ao todo 12 são direcionadas à construção civil. Cada uma delas possui um foco específico, conforme mencionaremos em alguns dos próximos tópicos.

2. Mantenha uma CIPA e SESMT na obra

Integrada por representantes dos empregadores e dos empregados, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é prevista pela NR 5, que visa:

  • Inspecionar as condições de trabalho;
  • Identificar eventuais riscos nos processos;
  • Divulgar informações sobre segurança e saúde, entre outras ações coletivas do gênero.  

Já o SESMT, ou Serviço Especializado de Engenharia e Medicina do Trabalho, é composto por engenheiros ou médicos especialistas do trabalho. Eles atuam, por sua vez, para assegurar a integridade dos colaboradores durante a jornada de trabalho.

O número mínimo de especialistas do SESMT é determinado pelo grau de riscos das atividades de determinada organização em relação ao número de trabalhadores que nela atuam. 

3. Forneça EPIs aos trabalhadores e certifique-se da sua utilização

Também previstos nas Normas Regulamentadoras, desta vez na NR 6, os EPIs devem ser distribuídos adequadamente, conforme as exigências de cada função. Seu uso deve, ainda, ser fiscalizado pelos profissionais da segurança.

Neles podem estar incluídos capacetes, luvas, botinas, protetores auriculares, óculos de proteção, entre outros itens indispensáveis para a prevenção de acidentes.

4. Preze pela boa organização da obra

Manter um canteiro de obras bem organizado talvez seja um dos cuidados mais importantes para que acidentes não ocorram, uma vez que um ambiente fora dos padrões básicos de construção contribui para que erros e falhas sejam mais comuns. 

Mais do que respeitar as normas legais e prezar por um ambiente de trabalho íntegro, é preciso instruir e supervisionar os trabalhadores. Para que, assim, mantenham o local sempre íntegro e organizado.

5.Treine os colaboradores constantemente

Instruir os trabalhadores para que respeitem os padrões de segurança e organização é importante. Bem como também fazer com que eles compreendam o seu papel nesse cenário e a importância de tais cuidados para o rendimento dos trabalhos realizados!

Sendo assim, incentive a participação em cursos técnicos, palestras sobre prevenção de acidentes ou promova eventos sobre o tema através da própria construtora.

A difusão desse conhecimento faz com que os profissionais sintam sua integridade valorizada. Aumentando o seu grau de satisfação profissional, a produtividade da obra aumenta também com os padrões aprendidos! 

Como a tecnologia contribui para a prevenção de acidentes na construção civil?

É verdade que ater-se a todos os pontos mencionados no item anterior pode ser um desafio realmente complexo. Basta pensar no grande número de processos e pessoas envolvidas no dia a dia de um canteiro de obras. 

Levando isso em consideração, a prevenção de acidentes precisa ser abordada pelas construtoras da mesma maneira que os novos processos de gestão: por meio de tecnologias que otimizem a sua aplicação!

Antes as informações de um projeto eram registradas fisicamente e dependiam de pesquisas difíceis, feitas em extensos documentos e em papel. Hoje, tudo pode ser atualizado em tempo real e consultado com extrema velocidade. Otimizando a ação das equipes e evitando significativamente a perda de dados ou falhas de comunicação durante o envio.  

Entre as principais vantagens da tecnologia, estão os softwares típicos para o ramo – que podem agregar diversas funções por meio de módulos de segurança. Entre elas:

  • Dados sobre entregas e devoluções de EPIs dispostos e atualizados em um único ambiente virtual;
  • Consulta do sistema de regras para distribuição dos EPIs e padrões de segurança pré-definidos;
  • Históricos e evoluções sobre atividades de capacitação e reuniões de segurança;
  • Detalhes sobre controle de SST, incluindo informações de terceiros;
  • Conferência e ajustes de informações em tempo real no canteiro de obras;
  • Coleta de assinaturas dos funcionários para conferências de rotina;
  • Criação e visualização de um histórico completo e altamente confiável da obra.

Gostou de conhecer os principais cuidados que envolvem a prevenção de acidentes na construção civil e de descobrir como a tecnologia é capaz de otimizar sua aplicação? 

Quer saber ainda mais sobre o assunto? Então, não perca as próximas novidades no blog assinando nossa newsletter! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *