Design thinking no canteiro de obras: o que você deve saber

Você conhece o conceito de design thinking? Essa estratégia pode ser uma excelente ferramenta para entregar construções com qualidades elevadas e uma boa experiência para os clientes.

É comum que muitos profissionais da construção civil acreditem que analisar os problemas para encontrar uma solução é a melhor alternativa. Mas, em muitos casos, isso não funciona, principalmente porque as necessidades dos clientes acabam não sendo entendidas de verdade. 

Assim, é preciso tentar uma abordagem diferente, pensando primeiro na solução e depois em como ela pode resolver o problema. Além disso, ter uma cultura de gestão baseada na resolução de problemas é importante para estabelecer outros tipos de metodologias dentro de uma empresa. 

Toda essa nova abordagem pode ser estabelecida a partir do Design Thinking. Quer saber como? Acompanhe o conteúdo que preparamos. 

O que é design thinking?

O design thinking é uma abordagem que engloba um conjunto de práticas que permitem que os profissionais de uma empresa desenvolvam o pensamento colaborativo, o senso crítico e a criatividade. 

O foco desse conceito é na experiência e nas necessidades dos clientes. Em uma tradução livre, design thinking significa pensamento do designer, já que ele se originou nas áreas do design e foi adaptado para os demais setores.

O objetivo da abordagem é gerar soluções de problemas de forma colaborativa e criativa, reunindo diferentes ideias, perspectivas e visões sempre com empatia para os clientes. 

Com o design thinking começa-se pensando na solução para então chegar no problema. Isso é, primeiro é preciso entender a rotina e as necessidades dos clientes para assim buscar soluções que irão supri-las.

Os 3 pilares básicos que sustentam o design thinking são: 

  • Empatia: fala sobre se colocar no lugar dos outros, no caso, o dos clientes, para poder experienciar suas dores e necessidades, livre de pré julgamentos;
  • Colaboração: se trata da capacidade de unir as habilidades dos profissionais envolvidos no projeto, gerando diferentes ideias e soluções. Com a colaboração, as ideias se somam e complementam, trazendo soluções mais completas e criativas;
  • Prototipagem: onde os conceitos e ideias apresentados são botados em prática para entender se eles podem, de fato, resolver os problemas. Esse pilar é crucial, já que ele permite a tentativa e erro, dando chances para aprimorar as soluções e entender a aceitação dos clientes.

Quais as etapas do design thinking?

Como essa abordagem é diferente da gestão baseada em problemas, é preciso mudar a maneira na qual pensamos nas tomadas de decisão, não mais de maneira sequencial, mas cíclica. Então, existem 5 etapas que devem ser seguidas para que o design thinking possa gerar os resultados esperados. São elas:

1. Imersão

Primeiro é preciso que a equipe coloque-se no lugar do cliente, para entender suas dores, necessidades, desejos e objetivos. Portanto, o foco aqui não é em dados numéricos ou gráficos, mas sim nas pessoas. Assim, os profissionais devem avaliar quais os empecilhos na etapa da execução acabam por diminuir a satisfação e impedem a entrega de uma melhor experiência para o cliente.

2. Análise e Síntese

Com as informações reunidas, agora é a hora dos profissionais organizarem e analisarem todas elas. Nessa etapa se começa a pensar nas soluções ideais que por fim levarão a solucionar os problemas que estão afetando o andamento e a realização de serviços no canteiro de obras.

3. Ideação

Aqui é onde as ideias de soluções já estão formadas e começam a ser lapidadas. Nessa etapa é muito importante a colaboração de todos os envolvidos, para que se possa acrescentar, aprimorar ou até descartar pontos específicos de cada ideia.

4. Prototipagem e teste

Nessa fase já temos as ideias projetadas como soluções e a equipe deve criar protótipos para serem implementados no canteiro de obras visando solucionar os problemas. Nessa etapa é importante fazer pesquisas para avaliar a aceitação dos stakeholders quanto aos resultados. Aqui identifica-se os pontos fracos, fortes e qual solução tem mais chance de sucesso para ser posto em prática. Caso algo precise ser alterado, basta repetir as etapas anteriores.

5. Implementação

Por último, com a melhor solução devidamente projetada e testada, é hora de implementar na prática. Nessa etapa a empresa já terá dados sobre a aceitação e o desempenho da solução tanto na própria execução da obra quanto por parte dos clientes. Assim, tendo mais confiança e otimizando suas chances de sucesso no decorrer da construção e também no lançamento de novos empreendimentos.

Quais as vantagens de utilizar o design thinking?

Investir em uma cultura de design thinking na gestão de uma empresa traz diversos benefícios: 

  • Maior engajamento da equipe, 
  • Mais assertividade, 
  • Melhoria da produtividade, 
  • Soluções criativas, 
  • Ampliação da visão sistêmica

Com isso, a empresa consegue diminuir os prazos do cronograma de obras, reduzir gastos e aumentar lucros, trazendo uma maior satisfação ao cliente. Já que o Design Thinking possibilita a criação e testagem de soluções para resolver os problemas no canteiro de obras que atrasam a construção e diminuem a qualidade final do empreendimento.

Além disso, os profissionais têm uma melhora na comunicação, deixando de lado a hierarquia comum para compartilhar suas ideias. 

Tendo empatia e focando na experiência do cliente é possível reduzir os erros, já que os profissionais conseguem entender a importância de resolver os problemas. Ainda, com mais liberdade de pensamento, a empresa consegue estimular a criatividade e a inovação.

Como usar o design thinking na construção civil?

Para poder implementar uma cultura de design thinking em uma construtora, é importante envolver e contar com o apoio de toda a equipe. Mais do que isso, é preciso focar menos em dados estatísticos e mais em conhecer a realidade dos clientes e suas necessidades. 

Dessa forma, a empresa consegue criar soluções inovadoras para resolver os problemas que aparecem no canteiro de obras e que prejudicam os resultados finais, aumentando a satisfação dos clientes e proporcionando uma excelente experiência de compra.

Com a equipe engajada e ciente da importância de mudar a mentalidade, é só aplicar as etapas do design thinking, sempre monitorando os resultados a fim de buscar uma melhoria contínua

Isso resulta em profissionais mais criativos e os empreendimentos únicos e inovadores, focados especificamente nas necessidades daqueles que vão utilizar, aumentando sua satisfação.

O design thinking é uma abordagem totalmente diferente do que os profissionais da construção estão acostumados, mas que vem ganhando espaço e pode render bons resultados. 

Agora você já sabe do que se trata o design thinking e como implementar na construção civil. Mas se ficou alguma dúvida ou sugestão, comente aqui embaixo. Não esqueça de também continuar acompanhando os posts no blog!

Design thinking no canteiro de obras: o que você deve saber

Design thinking no canteiro de obras: o que você deve saber

Você conhece o conceito de design thinking? Essa estratégia pode ser uma excelente ferramenta para entregar construções com qualidades elevadas e uma boa experiência para os clientes. É comum que muitos profissionais da construção civil acreditem que analisar os problemas para encontrar uma solução é a melhor alternativa. Mas, em muitos casos, isso não funciona, principalmente porque as necessidades dos clientes acabam não sendo entendidas de verdade.  Assim, é preciso tentar uma abordagem diferente, pensando primeiro na solução e depois em como ela pode resolver Continue lendo

Como resolver os principais problemas da construção civil

Como resolver os principais problemas da construção civil

Ano após ano, novas demandas surgem e fazem com que as construtoras precisem se reinventar, buscando soluções inovadoras. Nessa situação, os principais problemas na construção civil podem surgir tanto por mudanças no cenário econômico, quanto pela demanda dos clientes e fatores internos. No Brasil, alguns dos problemas recorrentes são a falta de insumos e de mão de obra qualificada. Isso tudo ainda pode ser agravado pelo desperdício de materiais, a falta de planejamento e a má gestão das equipes. Como resultado, as empresas de construção Continue lendo

Quais as vantagens de utilizar um software na construção civil?

Quais as vantagens de utilizar um software na construção civil?

Da concepção do projeto, até o momento do pós-obra, uma obra precisa passar por inúmeras etapas distintas, mas que dependem uma da outra. É preciso garantir que tudo esteja alinhado e que cada etapa seja executada com a maior assertividade e agilidade possível. Por isso é importante investir em um software para construção civil. A tecnologia trouxe soluções eficientes para problemas de todas as áreas do mercado, e no setor da construção civil não poderia ser diferente. É cada vez mais comum ver as empresas Continue lendo

Ferramentas para o engenheiro civil: 5 itens indispensáveis numa obra

Ferramentas para o engenheiro civil: 5 itens indispensáveis numa obra

Em um mercado cada vez mais competitivo, saber as melhores ferramentas usadas por um engenheiro civil é crucial, principalmente no início de carreira.  Bons instrumentos permitem que os profissionais realizem suas tarefas com mais rapidez e eficiência, gerando melhores resultados. Atualmente, o setor da construção civil vem buscando modernizar seus processos construtivos, adotando soluções tecnológicas e inovadoras. Por isso, além de algumas ferramentas tradicionais, que ainda são indispensáveis, surgiram novas soluções, como softwares e programas. Elas permitem que tarefas sejam automatizadas, fazendo com que os Continue lendo

Integrações para facilitar o seu dia a dia

Integrações para facilitar o seu dia a dia

Está sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo sobre as integrações do Mobuss Construção em áudio! Você sabia? O Mobuss Construção oferece diversas soluções de integração! Confira as possibilidades de sincronizar as informações estratégicas do seu negócio: Ferramentas BIOpções de interação com o clienteAcesso ao canteiro de obrasOutros sistemas para construção para ERP, CRM, RH, etc. Além da possibilidade de projetos customizados! Tenha mais facilidade para centralizar seus dados com a troca de informações entre plataformas e o Mobuss Construção! Continue lendo

O que é INCC e como é calculado?

O que é INCC e como é calculado?

A economia do país e o setor da construção andam de mãos dadas, já que um impulsiona o outro e afeta diretamente nos custos e lucros com a venda de um imóvel. Portanto, quando os preços dos insumos variam, é preciso que haja um reajuste que compense o gasto e garanta rentabilidade para as construtoras. É aí que entra o índice utilizado em financiamentos de imóveis (INCC) que influencia diretamente o valor das parcelas e seu preço final de qualquer tipo de imóvel. É comum Continue lendo

Como a taxa Selic interfere na construção civil

Como a taxa Selic interfere na construção civil

Existem diversos índices e taxas que ditam a situação econômica do país, mas com certeza a taxa Selic é a mais importante delas. Isso porque ela influencia diretamente todas as demais taxas de juros no Brasil, seja em financiamentos, empréstimos ou investimentos. Assim como para todos os setores do mercado, a taxa Selic tem grande impacto na construção civil. Já que ela tem o poder de aquecer ou desacelerar a produção do mercado, impulsionando financiamentos e empréstimos para construtores e compradores, como o crédito imobiliário. Continue lendo

Entenda como estar de acordo com o SiMaC e o SiNaT

Entenda como estar de acordo com o SiMaC e o SiNaT

O setor da construção civil vive passando por constantes mudanças e atualizações, fazendo com que novas tecnologias e novas exigências, como de desempenho e de qualidade, sejam criadas. Com isso, as construtoras precisam investir na certificação no PBQP-H e estar atentas se seus fornecedores e colaboradores estão em conformidade com os requisitos do SiMac e do SiNAT. Assim, é possível garantir que os materiais utilizados, bem como os sistemas construtivos, inovadores ou convencionais, estejam em conformidade técnica com o PBQP-H. Dessa forma, a construtora garante Continue lendo

Qual a relação entre ISO 9001 e SiAC?

Qual a relação entre ISO 9001 e SiAC?

As normas e programas focados no desempenho e qualidade das empresas da construção civil buscam melhorar a competitividade e aumentar a qualidade das edificações. Com um mercado cada vez mais competitivo e clientes mais exigentes, tornou-se crucial para o sucesso das empresas investir em um sistema de gestão de qualidade, ainda entender dois dos conceitos mais importantes da construção civil:  ISO 9001 e SiAC. Além de conseguir entregar empreendimentos com mais qualidade, as empresas que implantam sistemas de gestão de qualidade e respeitam as normas Continue lendo

Porto5 Empreendimentos aposta em tecnologia para agilizar produtividade nas obras

Porto5 Empreendimentos aposta em tecnologia para agilizar produtividade nas obras

A Porto5 Empreendimentos Imobiliários, construtora localizada na cidade de Pelotas – RS,  possui know-how e parcerias com construtoras europeias. Aplica em suas obras a metodologia Fast Building, focada em velocidade e produtividade de alta performance na construção.  Para otimizar sua qualidade e velocidade na construção, mantendo um preço justo, a Porto5 decidiu investir em tecnologia para gerenciamento do canteiro de obras. Assim conseguiu obter maior controle das inspeções e economizar tempo de mão de obra e materiais. A solução escolhida para auxiliar nos processos foi Continue lendo

Acesse nossos materiais educativos sobre construção