Inspeção de qualidade: como diminuir as não conformidades

A inspeção de qualidade no segmento construtivo é uma das atividades mais importantes para as construtoras. Uma vez que garante o alinhamento entre o padrão e os prazos estipulados em um projeto com atividades que, de fato, são realizadas no canteiro de obras.

A seguir, entenda a importância deste tipo de monitoramento, saiba quais são os focos alinhados às boas práticas e descubra como é aplicado na rotina de uma construtora.

Qual a importância da gestão de qualidade na construção civil?

Eventuais não conformidades na construção, por menores que sejam, podem comprometer diretamente a qualidade final de uma obra. Afetando assim, significativamente a competitividade de qualquer construtora.

Dentre os problemas mais comuns em uma construção – que são justamente aqueles que devem ser detectados pela inspeção de qualidade – destacam-se situações como: 

  • Profissionais sem o devido treinamento para determinada função;
  • Falta de identificação de materiais controlados ou armazenamento em desacordo com os procedimentos padrão;
  • Ausência de ficha de EPI ou falhas no preenchimento;
  • Documentação e registros desalinhados com os documentos de campo;
  • Manual da qualidade não difundido entre os colaboradores e/ou não aplicado no canteiro de obras;
  • Problemas nos controles de entradas ou de controle de execuções;
  • Falta de participação da alta direção na análise e definição dos indicadores de qualidade;
  • Problemas no descarte e controle de resíduos;
  • Monitoramentos e inspeção de qualidade falhos.

Certamente, você notou que alguns destes tópicos refletem situações extremamente corriqueiras, que  com certeza já viveu durante algum trabalho em canteiro de obras.

Tendo em vista que o padrão de qualidade exigido pelo mercado é cada vez mais elevado, a inspeção de qualidade busca eliminar todas estas falhas. Otimizando a execução dos projetos e estabelecendo uma cultura contínua de qualidade, pautada principalmente na adequação e correção de não conformidades.

Quais são as boas práticas na construção civil para uma inspeção de qualidade?

A inspeção da qualidade pode ser muito mais eficiente se alguns cuidados básicos forem adotados no cotidiano de uma construtora.

O primeiro e, talvez, mais fundamental de todos, está na própria cultura interna da empresa.  Ela deve ser guiada pela manutenção da qualidade e ter não só nos inspetores, mas também nos próprios gerentes e diretores, um apoio constante nos processos; certificando-se do bom andamento dos trabalhos, do cumprimento dos prazos, além do registro e correção de eventuais não-conformidades.

Dentre os principais aspectos que devem ser observados na inspeção da qualidade, estão: 

  • A produtividade e o desempenho das equipes de trabalhadores e dos equipamentos durante a execução do projeto;
  • O padrão de qualidade construtiva esperado pela construtora e estabelecido no desenvolvimento das atividades no canteiro de obras;
  • A identificação de possíveis riscos aos trabalhadores e também para a qualidade final da construção;
  • O alinhamento às normas do setor e requisitos legais ligados à segurança do trabalho e ao meio ambiente;
  • O real progresso da obra em relação ao cronograma estabelecido no projeto.

A inspeção de qualidade aliada ao uso de novas tecnologias

Garantir um bom monitoramento contribui muito para a manutenção do padrão de qualidade. No entanto, isso deve ser feito com o apoio de novas tecnologias.

Para reduzir as não conformidades em uma obra, é preciso implementar uma cultura voltada à qualidade na empresa, orientar funcionários e gestores. Porém, ter os meios de controle alinhados a essa nova realidade é essencial! 

Se antigamente os controles manuais eram utilizados até mesmo nas grandes construtoras, hoje a competitividade das empresas está diretamente ligada à sua capacidade de utilizar novos recursos a seu favor, monitorando a qualidade na construção civil por meio de tecnologias móveis.

O uso de dispositivos como smartphones é uma tendência no segmento construtivo e agrega uma série de benefícios durante a inspeção da qualidade. A tecnologia permite que os dados sejam atualizados em tempo real, com menor probabilidade de erros ou extravios – e ainda contempla uma série de outros pontos fundamentais.

Antes, os registros eram esparsos e precisavam ser analisados de maneira segmentada. Atualmente, esse tipo de recurso permite um controle absoluto sobre os gastos das atividades dos funcionários, da execução dos cronogramas e do andamento da obra como um todo.

Um exemplo de como a inspeção da qualidade aliada ao uso de novas tecnologias é capaz de agregar mais competitividade às construtoras: capaz de obter mais de 90% de satisfação dos clientes após implantar um sistema de gestão e mobilidade!

 Entre os pontos fundamentais que o recurso agregou ao seu cotidiano, estão: 

  • A possibilidade de promover treinamentos;
  • Otimizar seu uso de acordo com a função de cada funcionário;
  • Registrar processos em tempo real;
  • Monitorar os padrões de segurança durante as atividades;
  • Manter o registro de funcionários em dia;
  • Acelerar o atendimento de sua assistência técnica.

Agora, você já sabe quais são os focos mais importantes da inspeção da qualidade e como os recursos devem ser utilizados para trabalhar a seu favor. Confira, no próximo item, quais são os meios para este controle ser aplicado nos canteiros de obras.

Como ocorre o controle de qualidade em uma construtora?

Ao compreender quais são os requisitos de qualidade na construção e as práticas mais eficientes para garantir uma inspeção eficiente, alguns padrões precisam ser estabelecidos para a aplicação desse tipo de controle na sua construtora.  

Normalmente, as inspeções podem ser realizadas de duas maneiras: agendada ou aleatória.

Na primeira, o colaborador ou grupo que exerce determinada atividade interna é notificado previamente que será alvo de inspeção. Já na segunda, o objetivo é obter uma visão mais fiel do cotidiano do canteiro de obras – logo, ela não é avisada.

 Por mais que a inspeção de qualidade aleatória pareça ser a escolha mais assertiva para o diagnóstico de não conformidades, é importante ressaltar que esse tipo de verificação pode gerar certo alarde entre os colaboradores ou até detectar anormalidades que não correspondam à realidade geral de determinada obra.

 Já a inspeção de qualidade agendada, ao fazer com que os profissionais corriqueiramente se preparem para análise, pode ser importante para incentivar uma cultura contínua de qualidade. No fim das contas, com objetivos distintos, ambas as formas são importantes e devem ser aplicadas.

 Em qualquer situação, é fundamental que o inspetor utilize o tempo com sabedoria e seja capaz de se atentar aos mínimos detalhes para que a sua análise seja efetiva. Não só garantindo que tudo esteja andando conforme o esperado no projeto, mas também detectando possíveis riscos ainda não percebidos ou inferindo sobre pontos passíveis de melhorias.

 Gostou de entender mais sobre a inspeção de qualidade na construção civil? Quer saber ainda mais sobre assuntos semelhantes? Não perca os próximos artigos do blog: assine nossa newsletter!  

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *