Gestão da Inovação: novos tempos, novos espaços

Barragens, pontes, túneis, estradas, prédios, reformas e até pequenos reparos. Da mais complexa obra ao mais singelo conserto, um fator nos guia: o tempo. Ele pode ser nosso aliado ou nosso inimigo. Não há dúvida que a gestão do tempo é um dos caminhos para a inovação no gerenciamento de obras.

Acabar uma tarefa com pressa nem sempre traz resultados positivos. Uma obra mal feita, com falhas de acabamento ou mesmo problemas estruturais, pode denunciar o óbvio: o tempo é uma medida certa.

Mas em meio à inovação, engenheiros e administradores lançam mão de novas técnicas construtivas, em que materiais são reaproveitados e as atividades e processos são otimizados sem perda da qualidade.

Para alcançar este patamar é necessário inovar, criando soluções que ainda não haviam sido pensadas. Inicialmente, esse processo gera desconfiança e riscos, afinal, inovar é romper paradigmas.

Um bom gestor ou administrador deve avaliar o binômio tempo e qualidade em qualquer obra que estiver sob seus cuidados. Processos produtivos podem ser agilizados, seja pela reutilização de materiais, seja pelo seu correto descarte, ou mesmo valendo-se de tecnologias que otimizem as etapas de construção e acabamento.

Uso de tecnologia na construção civil

Em meio a uma realidade em que o desperdício é recorrente, o consumo exagerado é via de regra e a geração de resíduos deixa sua marca no planeta, é necessário aliar o desenvolvimento tecnológico à ideias novas, buscando um equilíbrio e novos modelos de produção. No setor de engenharia civil, uma das inovações para melhor administração de obras veio com tecnologias de informação e comunicação. Isso acontece porque o uso dessas ferramentas permite diversas ações, como otimizar o planejamento para a entrega da obra, prever riscos, centralizar dados sobre o recurso humano e reduzir custos quantitativos. Tudo isso transformando os dados em estimativas e informações preciosas para o bom gerenciamento.

Além disso, o avanço da tecnologia garantiu a mobilidade dos colaboradores de uma obra e suas ações, integrando diversos setores através da telefonia móvel. Mais do que encurtar distâncias, pela característica da acessibilidade, os processos possuem transparência e assertividade dos dados, uma vez que as informações podem sempre ser checadas com facilidade.

A experiência de um administrador ou engenheiro é fundamental para que os problemas encontrados no decorrer de uma obra sejam resolvidos no menor tempo possível e com a melhor solução disponível. Para isso, pode contar com diversas ferramentas tecnológicas que o auxiliarão nas tomadas de decisão e no acompanhamento de todas as equipes e processos envolvidos simultaneamente na obra.

Assim como transformamos tijolos, cimento, concreto em belas construções, devemos entender que a tecnologia é uma grande aliada do canteiro de obras, pois ela transforma dados e informações em conhecimento. Cada vez mais a tecnologia será vital para a gestão da construção civil, pois se somos convidados a reaproveitar e reciclar materiais, também devemos utilizar a informação a nosso favor.

É importante que os engenheiros e gestores da construção civil apresentem estes novos valores de sustentabilidade material e informacional aos empresários, construtores, incorporadores e investidores. É preciso que todos os envolvidos compreendam que a tecnologia possui recursos que, além de contribuir para a redução de impactos ambientais, também otimiza processos e acelera os prazos, proporcionando assim uma maior economia.

Enfim, a tecnologia encurta distâncias e nos convida a sermos mais efetivos em nossa comunicação e em nosso trabalho, dispondo ao nosso uso do dia a dia soluções eficientes. E é com a ajuda dela que podemos alcançar objetivos concretos. Mais do que cumprir um cronograma, somos capazes de entregar um serviço bem feito e fundamental para diversas pessoas!

Gostou do artigo? Conte para a gente quais tecnologias te ajudam no dia a dia da sua obra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *