Por que investir em compliance e ética na construção civil

Após a aprovação, em 2013, da Lei nº 12.846 (também chamada de Lei Anticorrupção) no Brasil, um novo termo tem ganhado espaço no mercado. Trata-se de compliance e ética na construção civil — algo que é bastante procurado por multinacionais e companhias de capital aberto nos dias de hoje.

Já os princípios empresariais consistem em estabelecer um código que transforme a moral abstrata em condutas efetivas por parte dos colaboradores. A fim de que tal finalidade seja possível, ela deve prever a estrutura de sua aplicação e correções para aqueles que não se adequarem ao que foi determinado.

Assim, trouxemos um material instrutivo para auxiliá-lo(a) na direção certa. Veja só:

Afinal, o que são compliance e ética?

O termo compliance é originado da língua inglesa, que deriva da expressão to comply. Sua definição mais aproximada seria “agir de acordo com as normas e requisições”. Desse modo, o uso de compliance no setor refere-se à busca por estar em conformidade com os regulamentos e a manutenção da ética na construção civil.

Ater-se a compliance e ética na construção civil vai muito além de uma consciência tranquila em relação à postura adotada. Afinal, organizar a sua performance baseada em normas também garante destaque e reconhecimento no mercado.

Realizar as atividades de forma correta é o caminho mais seguro na conquista por resultados de sucesso. Além disso, através da garantia sobre os requisitos de compliance e ética, é possível transmitir segurança e confiabilidade aos stakeholders.

A ética na construção civil: fatores críticos para transparência

É importante alinhar os princípios básicos da ética na construção civil para desenvolver um trabalho de excelência. Com o intuito de nortear a todos nessa empreitada, listamos alguns dos padrões internacionais. São estes:

  • Confidencialidade: o profissional não deve divulgar quaisquer informações privadas sem permissão concedida, salvo casos especificados pela regulamentação vigente;
  • Divulgação: ao executar um serviço, os funcionários devem relatar constantemente informações sobre o andamento do trabalho;
  • Responsabilidade fiduciária: a construtora deve prezar pela clareza e honestidade em todas as suas transações financeiras;
  • Alto padrão: assegurar a qualificação e a competência dos responsáveis para com as devidas tarefas;
  • Responsabilidade técnica: os colaboradores devem manter-se justos e honestos em suas relações, tendo empatia e consideração frente a terceiros;
  • Transparência: a documentação apresentada para informar sobre o produto e/ou o serviço deve ser visível e inteligente para ambas as partes;
  • Confiança: as pessoas devem oferecer confiabilidade em suas condutas de trabalho, para que a mesma possa acarretar na autoridade pública das profissões imobiliárias;
  • Verificação: ao finalizar quaisquer tarefas, é preciso avaliá-las de maneira periódica para garantir a qualidade e a evolução dos itens de compliance e ética.

A falta de compliance e ética na construção civil

Na construção civil, surgem vários desafios em manter uma postura ética na construção civil. A falta de uma boa conduta pode estar presente inclusive em processos internos da organização, que deveriam seguir princípios de acordo com as normas. Por exemplo:

A maneira mais eficaz de combater desvios de compliance e ética na construção civil é utilizar métodos e tecnologias que auxiliem no cumprimento dos requisitos, além de desenvolver uma cultura voltada à ética corporativa.

Por consequência destes itens, os sistemas voltados à clareza das informações tornam-se uma boa pedida, bem como a geração de relatórios que irão pautar todo o processo. Eles podem ser organizados da seguinte forma:

  • Guia Referencial de Ética: concentra todas as informações referentes a formulação do Código de Ética. Também serve para facilitar a adesão de documentos formais nesse campo;
  • Guia de Compliance e Representação Política: registro que determina a relação entre a construtora e o setor público. Deve prezar pela sinceridade e legitimidade;
  • Código de Conduta Concorrencial para a Construção Civil: orienta a prática da área frente à concorrência;
  • Manual de Avaliação de Risco de Corrupção nas Empresas: norteia a respeito de compliance e ética, indicando as medidas necessárias para o estabelecimento das políticas — a fim de prevenir, corrigir e punir episódios de corrupção.

É importante estruturar canais de comunicação para denúncia e esclarecimentos acerca do tema. Dessa forma, todos os envolvidos permanecem engajados e alertas sobre o que lhes cabe na área de compliance e ética na construção civil.

Você é ligado(a) nesse assunto? Leia também sobre condutas ambientais, aqui!

Os principais benefícios de investir em compliance e ética

Estar em dia com as normas de compliance e ética na construção civil pode trazer mais vantagens do que você imagina! A eficiência desse investimento gera benefícios aos profissionais, aos usuários e à sociedade como um todo. Descubra, a seguir:

Reputação e cultura organizacional

Atualmente, poucas coisas são mais atraentes do que ser reconhecido como uma empresa que presta serviços de maneira honesta. Com o passar do tempo, estas boas práticas devem pautar missão, visão e valores, resultando numa cultura organizacional positiva.

Lembre-se que, na era da informação, o cliente tem posse dos meios para analisar sua integridade moral.

Identificação e neutralização de riscos

Quando você tem um processo estruturado, é mais fácil mantê-lo sobre controle. Assim, também fica mais fácil identificar os riscos e tomar as providências necessárias para corrigir possíveis falhas.

Licenciamento para operações

Assumir um compromisso com compliance e ética resulta em autoridade no mercado e torna-o apto a concessões públicas. Com o aval tanto dos órgãos governamentais, quanto do segmento informado de suas ações, mais portas serão abertas em prol da empreiteira.

Construção de relacionamentos

No instante em que os próprios colaboradores reconhecem o alto valor ético da empresa, também tendem a ser influenciados por esta postura. Isso melhora o relacionamento dentro da corporação, graças à lealdade conquistada.

Outro efeito positivo é que mais profissionais irão se sentir motivados a trabalhar em seu negócio, impactando a competitividade de modo positivo. Afinal, quanto mais talentos, maiores as chances de você contar com uma mão de obra extremamente qualificada.

Mais do que obrigação, investir em compliance e ética na construção civil pode ser uma alternativa de ganhar notoriedade e melhorar índices de performance. É a passagem só de ida para o rol daqueles que inspiram os outros a seguirem o seu modelo.

Falando nisso, que tal ser uma grande liderança deste setor? Clique e entenda como!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *