Acidentes de trabalho no Brasil: como diminuir os números alarmantes?

Uma das grandes preocupações atuais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) é a quantidade de acidentes de trabalho no Brasil. O documento Estratégia Nacional para Redução de Acidentes do Trabalho 2015-2016, divulgado pelo MTE em 2015, com última modificação: 22/12/2017. Apontou que houve 2.797 acidentes do trabalho fatais em 2013 no Brasil, o que correspondeu a uma taxa de mortalidade de 6,53 a cada 100.000 segurados no país.

Além disso, o mesmo relatório destaca que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) faz a estimativa de que 2,34 milhões de pessoas morrem todos os anos no mundo devido a acidentes de trabalho. Mas como diminuir esses números alarmantes?

No Brasil, a ideia é focar na Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes no Trabalho, que tem por objetivo alertar para o risco dos colaboradores de não usarem os equipamentos obrigatórios e não seguirem as regras de segurança recomendadas.


Leia também: Vantagens do Módulo de Segurança do Mobuss Construção para sua construtora


Devido a essa ação, fiscais do Ministério do Trabalho realizaram 26.378 fiscalizações somente de janeiro a março de 2015, atingindo mais de três milhões de trabalhadores. O resultado foi a autuação de 25.902 empresas, com o embargo ou interdição de 1.108 delas. Mesmo assim, o total de acidentes continua superando a casa dos 700.000, segundo os dados mais recentes.

Voltando para o cenário da construção civil, percebe-se a necessidade imediata de tomar atitudes nos canteiros de obras, fazendo uma gestão mais adequada para diminuir esses resultados.

Causas dos acidentes de trabalho no Brasil

Existem vários motivos que ocasionam os acidentes de trabalho no país. Os principais são:

  • não utilização do equipamento de proteção individual (EPI), que é obrigatório, mas nem sempre é seguido à risca;
  • falhas ao instruir o trabalhador. Por exemplo, informando que o uso do EPI é obrigatório ou mostrando como determinado equipamento funciona;
  • falta de conhecimento sobre segurança no trabalho e sobre a manipulação dos equipamentos;
  • atitudes imprudentes por parte dos trabalhadores em ambientes perigosos;
  • negligência ou ausência de fiscalização do ambiente de trabalho;
  • falha no cumprimento de leis trabalhistas por parte das empresas;
  • negligência com relação aos direitos dos trabalhadores;
  • maquinários velhos e obsoletos, que não substituídos por equipamentos novos.

Dentro desses itens, há diversos comportamentos dos trabalhadores que podem colocar a segurança em risco, excesso de horas trabalhadas, falta de conhecimento sobre a atividade a ser executada ou ao maquinário a ser operado, distrações como conversas paralela, problemas pessoais ou discussões entre a equipe.

Consequências dos acidentes de trabalho no Brasil

Os acidentes de trabalho no Brasil são negativos tanto para as empresas e para as vítimas quanto para a Previdência Social. Na última divulgação do anuário estatístico, a Previdência Social informou que, no período de 2007 a 2013, 45% dos acidentes de trabalho ocasionaram morte, invalidez permanente ou, no mínimo, afastamento do trabalho por período temporário. O total de indenização pago nesse mesmo período alcançou o patamar de R$ 58 bilhões.

Esse total é decorrente dos custos com pensões por morte ou invalidez permanente e pagamento do salário da vítima de acidente de trabalho no Brasil a partir do 16º dia ausente do emprego. No entanto, o valor não contabiliza os custos indiretos, como os do Sistema Único de Saúde (SUS), os seguros de acidentes e possíveis ações judiciais decorrentes dos acidentes.

Setores mais letais

Quando se pensa em acidentes de trabalho, automaticamente pensa-se nos canteiros de obras de construção civil. No entanto, o transporte rodoviário de cargas está junto com a construção civil no primeiro lugar dos setores em que mais ocorrem acidentes de trabalho no Brasil.

Porém a construção civil ainda é o segmento mais letal para os trabalhadores, sendo responsável por cerca de 450 mortes ao ano no Brasil.


Leia também: Evite imprevistos e a negligência profissional em obras


Como evitar os acidentes de trabalho

Para evitar os acidentes de trabalho, a melhor atitude é investir na prevenção. As empresas devem oferecer equipamentos adequados e novos aos trabalhadores, que os protejam.

É importante lembrar de que a legislação em vigor obriga as empresas a oferecer um local de trabalho saudável e seguro para os trabalhadores, bem como fiscalizar o uso dos equipamentos de proteção. Se necessário, a empresa deve utilizar de advertências, suspensão e até demitir o funcionário que não utilizar os equipamentos obrigatórios.

Além disso, a empresa deve sempre comunicar quando houver acidentes menores, que causam lesões leves, como prensamento de dedos, lesões devido ao trânsito entre os equipamentos, arranhões em superfícies ásperas etc.

Outro fator que auxilia muito a diminuir os números alarmantes de acidentes de trabalho no segmento da construção civil por exemplo é realizar uma gestão mais eficaz da segurança nos canteiros de obras. Nesse sentido, a tecnologia pode ajudar.

Softwares de gestão da segurança

Se a segurança é o elemento mais importante em um canteiro de obras, Os softwares de gestão ajudam a monitorar o que acontece no canteiro de obras e permitem controlar alguns elementos, como:

  • Entrega, troca e devolução de EPIs e EPCs e seus vencimentos,
  • Treinamentos dos colaboradores por função e avaliação de eficácia.
  • Planejamento e apresentação das reuniões de segurança e documentação trabalhista.
  • Registros dos colaboradores com prazo de validade, como documentos obrigatórios.
  • Gestão eficiente da segurança em todos os níveis da empresa.

Estes e outros elementos trabalhados pelos softwares de gestão garantem mais segurança para o trabalhador e ajudam a reduzir os números alarmantes de acidentes de trabalho no Brasil. Dessa forma, é possível ter mais produtividade e um desempenho positivo sem esquecer do principal, que é a segurança.

Se você ainda tem dúvidas ou quer conhecer melhor os softwares de gestão que ajudam a reduzir o número de acidentes de trabalho no Brasil, deixe seu comentário e entraremos em contato!

2 Comentários


  1. Gostei muito dessa matéria no seu todo, gostaria de saber se posso colocá-la na revista que estou produzindo, onde faço comentários be parecidos.
    Em 1980 perdi meus braços na rede elétrica de 13.2kv na Light e ainda no leito do hospital jurei de quando lá saísse dedicar minha vida a segurança do trabalho e desde 1988 é o que faço, Sou palestrante motivacional e procuro sempre estar atualizado com a segurança do trabalho.
    Parabéns pela matéria.

    Responder

    1. Olá Leidener,

      Agradecemos pelo seu feed e dedicação por esta causa.

      Abraço,

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *