Calendário de etapas da obra: saiba como extrair o melhor de todas as fases de entrega do empreendimento

Historicamente, um dos grandes problemas de construções que gera mais dor de cabeça para gestores da área é o atraso nas etapas da obra. Mesmo com o planejamento do projeto feito corretamente, estamos sujeitos a contratempos com fornecedores, mau tempo, problemas de qualidade e outras questões que podem comprometer o avanço das etapas da obra.

Para garantir o andamento das atividades da obra, é preciso contar com um calendário de etapas, com detalhes sobre prazos para cada tarefa. Deixar de  utilizar essa ferramenta pode impactar no resultado esperado do projeto, além de gerar custos e comprometer a entrega do empreendimento.

No  post de hoje, vamos te mostrar como um calendário pode extrair o melhor de todas as fases da entrega do empreendimento. Confira!

Auxilia a enxergar a viabilidade do prazo do projeto em todas as etapas da obra

Para começar, clientes são exigentes e desejam que o projeto seja entregue não só dentro do prazo, mas o quanto antes. Não é difícil encontrar gestores de obras que, na ânsia por fechar um contrato, se deixam levar pelas exigências do cliente e se comprometem a entregar a obra em um prazo menor do que o necessário para realizá-la.

O calendário de etapas da obras permite analisar se a duração do projeto que o cliente requer é atingível ou não. Afinal, de nada adianta se comprometer a fazer a obra em menos prazo se, no fim das contas, você não conseguir cumpri-lo. Por mais que a promessa tenha te garantido esse contrato, se não for um prazo atingível, pode atrapalhar os novos projetos.

Permite reduzir ou estender etapas da obra conforme necessário

Com um calendário de etapas da obra bem feito, é possível conduzir as atividades de forma a reduzi-las ou estendê-las conforme o necessário para controlar a duração total do projeto. Assim, problemas não previstos podem ser tratados e compensados da maneira menos impactante possível.

O calendário funciona como um GPS que aponta as melhores “rotas” disponíveis para chegar ao fim do projeto, te permitindo escolher aquela que vai atender aos requisitos do cliente sem perder na qualidade de execução.

Auxilia na otimização do uso dos recursos nas etapas da obra

Você sabe exatamente quando comprar cada material para que ele esteja disponível no momento certo que for preciso utilizá-lo? Ao montar seu calendário de etapas da obra, o uso dos recursos necessários ao projeto também estará descrito nele, tornando fácil responder essa pergunta.

Isso ajuda a reduzir o pico de demanda de alguns materiais e a garantir que os recursos sempre estejam disponíveis na hora certa: nem antes, gerando custos com armazenamento, nem depois, atrasando a obra.

É fundamental para o controle financeiro

Você sabe exatamente quando comprar cada material para que ele esteja disponível no momento certo que for preciso utilizá-lo na obra? Sabe exatamente quando e onde precisará de mão de obra? Ao montar seu calendário de etapas, o uso dos recursos necessários ao projeto também estará descrito nele, tornando fácil responder essas perguntas.

Isso ajuda a reduzir o pico de demanda de alguns materiais e a garantir que os recursos sempre estejam disponíveis na hora certa: nem antes, gerando custos com armazenamento, nem depois, atrasando a obra. Em suma, ter sua programação bem definida é uma forma de fazer compras bem fundamentadas e reduzir custos e assegurar que a obra não fique parada por falta de material.

Funciona como um guia para gestores e suas equipes

O calendário de etapas da obra mostra à equipe envolvida no projeto os objetivos, metas e marcos e quando eles devem ser atendidos. Ao mesmo tempo, todos conseguirão enxergar com clareza a rota que deve ser seguida para chegar até lá.

A ferramenta também fornece uma seqüência de tarefas para orientar gerentes do projeto e supervisores sobre em quais atividades eles precisam estar trabalhando e quais são os próximos passos que devem planejar. Sem esta programação, você pode encontrar membros da equipe trabalhando em diferentes direções, sem saber bem o seu papel no cumprimento das metas.

Permite uma melhor preparação para lidar com imprevistos

Mesmo com todo o planejamento do mundo, estamos sujeitos a ter que lidar com imprevistos. Seja por motivos de força maior, como mau tempo no local da obra ou erros de terceiros, fornecedores, algumas coisas simplesmente não podem ser previstas, podendo atrapalhar o andamento da obra.

O segredo para não deixar os imprevistos atrasarem o projeto é contar com espaços de tempo para lidar com os problemas. Ao montar o calendário de etapas, essas brechas serão incluídas, de forma que, caso aconteçam imprevistos, você tenha tempo hábil para lidar com eles sem atrasar nenhuma etapa.

Passa credibilidade ao cliente

Um cronograma de construção aprovado antes das etapas começarem é um auxílio valioso para preparar pedidos de extensão do prazo de entrega, caso esses sejam necessários. Ele passa credibilidade e dá confiança ao cliente, mostrando que você pensou em todo o caminho que o projeto vai percorrer e sabe bem como ele será construído.

Aumenta a produtividade da equipe

Quando seu time conhece bem as etapas da obra e o cronograma segundo o qual elas devem ser realizadas, aumenta-se a produtividade, assegurando que todos entendam seu papel no projeto e a importância de suas atividades.

Uma boa dica é utilizar a tecnologia para auxiliar na comunicação com sua equipe que está em campo. Uma solução com dispositivos móveis, por exemplo, poderá transmitir dados em tempo real para que qualquer alteração, cobrança ou atividade urgente chegue facilmente aos responsáveis.

Mantém o projeto dentro da linha

Algumas empresas da indústria da construção evitam trabalhar com o calendário de obras porque acreditam que a ferramenta só trará um trabalho adicional para sua equipes sem trazer nenhum benefício.

Contudo, um cronograma de etapas da obra bem construído fornece uma oportunidade de gerenciar efetivamente o projeto e garantir que ele se mantenha dentro das expectativas de custos e de prazos do cliente.

Além disso, o cronograma evita que possíveis atrasos gerem multas, conforme o Projeto de Lei nº 3.019/2008, que prevê que as construtoras sejam oneradas no caso de atrasos maiores do que 90 dias.

Conclusão

Quando bem elaborado, o calendário de etapas da obra será fundamental para atender os prazos, controlar o financeiro, programar compras, gerir e contratar mão de obra e prevenir conflitos entre as atividades. Ele fornece feedback de como o trabalho de construção está no decorrer da obra, de acordo com o cronograma inicial, para enxergar com clareza se o projeto será concluído no tempo.

Caso seja detectado que o progresso está longe do esperado, é possível tomar ações que recuperem as perdas a tempo, como a colocação de recursos adicionais ou o trabalho em turnos estendidos, sem atrasar a data final de entrega.

Curtiu nosso post? Entendeu como o calendário de etapas da obra pode te ajudar a extrair o melhor do seu empreendimento? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Deixe um comentário e compartilhe conosco e com nossos leitores suas opiniões e ideias!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *