Grandes novidades na indústria da construção que podem transformar a sua empresa

De aplicativos de gestão móveis, a drones e sistemas de escaneamento tridimensional, a tecnologia está revolucionando o modo de se projetar e construir. O que torna essas novidades tão atraentes são benefícios  como redução de custos, melhoria de processos, aumento de produtividade e resolução de problemas.

Segundo pesquisas, 80% das empresas do setor pretendem investir em tecnologias de ponta até 2020. Daí a urgência de saber mais sobre as tendências do setor e de se planejar para sair na frente da concorrência. O bom uso das inovações tecnológicas é um diferencial competitivo que pode determinar quem estará ou não no mercado no futuro. Pense nisso:

1 – BIM 4 e 5D

De uso consolidado nos Estados Unidos e na Europa, a plataforma BIM (Building Information Modeling) permite criar digitalmente modelos virtuais precisos de uma construção. Com isso, o sistema é capaz de gerar plantas, cortes e vistas, além de simular detalhes estruturais e interferências, de forma que cada um dos componentes criados no projeto seja automaticamente associado aos demais.

Se em um primeiro momento essa tecnologia só era explorada para verificar interferências nos projetos, hoje já há empresas no Brasil que integraram o BIM a ferramentas de planejamento. É o chamado BIM 4D, no qual às três dimensões espaciais que compõem o modelo 3D, é acrescida a variável tempo, tornando-se possível incorporar ao modelo informações sobre cronograma, sequência da obra e fases de implantação.

Outra tendência, já explorada por algumas construtoras brasileiras, é o BIM 5D, que integra ao modelo informações relacionadas ao planejamento e ao custo (orçamento).

2 – Drones

Veículos aéreos não tripulados, os drones fornecem vistas aéreas da construção e têm um alto valor como ferramenta de marketing. Nos últimos anos, esses equipamentos encontraram aplicação importante no levantamento topográfico de terrenos e na construção de modelos 3D de edifícios e de estruturas existentes.

Os drones podem auxiliar também na monitoração remota do local de trabalho e em inspeções e avaliações de áreas de difícil alcance. Em casos extremos podem, inclusive, atuar em resgates,  casos de desastres naturais e acidentes em canteiros de obras.

3 – Escaneamento a laser

Trata-se de um equipamento que emite feixes de laser em 360 graus e mede distâncias entre o aparelho e as superfícies. O laser scanning captura digitalmente a forma de objetos físicos, que então podem passar pela detecção de conflitos entre o que foi projetado e a situação real em projetos de reformas, e pelo monitoramento do progresso da construção. As coordenadas dos objetos que cercam o laser são capturadas e convertidas em uma nuvem de pontos que geram um mapeamento com precisão milimétrica.

A identificação de defeitos na superfície de concreto em grandes estruturas e o monitoramento de escavações são alguns exemplos de aplicações práticas dessa tecnologia. Na Europa, o laser scanning já é bastante empregado em retrofits e em obras de recuperação do patrimônio histórico.

Isso porque o escaneamento permite fazer um diagnóstico preciso das condições das estruturas e detectar o grau de patologias no concreto. É como se fosse uma tomografia do edifício construído.

4 – Impressão 3D

Um passo além da aplicação do escaneamento a laser é vinculá-lo à impressão 3D. Para funcionar, as impressoras precisam de um modelo do objeto em questão desenvolvido em um aplicativo 3D. Na sequência, esse modelo é enviado para o software da impressora, que o fatia em diferentes camadas, preparando a impressão.

Uma vez escolhida a matéria-prima utilizada (pode ser plástico, metal, cerâmica, borracha, etc), o objeto é impresso, camada por camada, assumindo formas tridimensionais.

Como as impressoras tendem a ser mais precisas que o trabalho manual humano, acredita-se que o objeto criado por impressão 3D seja praticamente isenta de defeitos de execução. Falhas ocorrem apenas se houver erro de projeto ou na escolha do material.

5 – Dispositivos móveis e softwares de gestão

Na construção, não é possível falar em inovações trazidas pela tecnologia da informação sem citar a introdução dos dispositivos móveis nos canteiros. Essas inovações melhoram a gestão das empresas e de seus projetos, além de receberem constante desenvolvimento e aprimoramento.

Soluções tecnológicas que funcionam 100% na nuvem facilitam o acesso, a informações e o compartilhamento de dados importantes do projeto e da obra, seja no canteiro ou no escritório.

Dessa forma, todos os dados de uma obra são organizados e devidamente controlados. Como resultado tem-se menor incidência de falhas por má gestão, rotinas de trabalhos mais racionais e maior seguridade de informação.

6 – Realidade aumentada

Como o próprio nome indica, a realidade aumentada amplia a percepção sobre o mundo real, sobrepondo imagens com elementos não existentes. O objetivo é criar a sensação de que objetos virtuais fazem parte do mundo real, seja em 2D ou 3D.

A tecnologia é viabilizada pela combinação de três elementos:

  • objeto real com referência para a criação do objeto virtual
  • câmera ou dispositivo que transmite a imagem do objeto real
  • software que interpreta o sinal transmitido pela câmera ou dispositivo

Na Indústria da construção, a realidade aumentada já vem sendo utilizada como ferramenta de vendas, para apresentação de maquetes virtuais e para auxiliar na simulação de decoração de interiores.

7 – Internet das coisas

Internet of Things (IoT), em inglês, é o termo utilizado para descrever um paradigma tecnológico no qual os objetos físicos estão conectados em rede e são acessados por dispositivos ligados à Internet. A sociedade e as indústrias de modo geral devem ser impactadas com essa revolução.

No Brasil, embora os desenvolvimentos ainda estejam em estágio inicial, é possível identificar alguns impactos que a IoT pode trazer. A introdução de sensores em instalações prediais e equipamentos, por exemplo, permitirá monitorar e programar manutenções preventivas em instalações de água, luz e ar condicionado.

Não à toa, a indústria de elevadores é uma das que mais investe em pesquisas nesse campo. O interesse dos fabricantes é em soluções que permitam o monitoramento online dos equipamentos de modo a agilizar a assistência técnica e evitar interrupções não programadas e acidentes.

Gostou de saber das novidades para a indústria da construção? Assine nossa newsletter e receba todas as nossas dicas gratuitamente no seu e-mail!

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *