A importância dos indicadores de desempenho nas obras

Está sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo sobre Indicadores de desempenho nas obras em áudio!

 
 Ter bons indicadores de desempenho de obras é essencial para medir os resultados e o sucesso de um projeto. Mensurar os dados obtidos para estabelecer abordagens apropriadas de trabalho é uma tarefa que deverá ocorrer durante toda a construção do empreendimento. 

Dessa forma, os índices de desempenho no decorrer da obra e após sua entrega devem ser o mais precisos possível. Quanto mais fidedignas e confiáveis forem as informações, menores serão os riscos de equívocos que resultam em ônus para a empresa e seus projetos.

Os indicadores de desempenho como ferramenta de gestão servem, entre outros: 

  • Ao propósito de definição de metas; 
  • Para organização do fluxo de trabalho; 
  • Auxiliam no cumprimento de prazos. 

Eles também facilitam a definição de novas abordagens quando os objetivos não puderem ser alcançados.

No ramo da construção civil, indicadores de desempenho na gestão dos projetos são cruciais para o sucesso do empreendimento. Quer saber mais sobre a importância de sua utilização? Confira nosso post!

Para que servem os indicadores de desempenho de obras?

No canteiro de obras, o fluxo de trabalho é intenso e várias etapas são desenvolvidas. Por isso, é preciso ter um planejamento organizacional com base em informações estatísticas acerca dos processos, métodos de trabalho, ferramentas e materiais.

Assim, é possível evitar todo o tipo de desperdício — de tempo, de trabalho e de recursos. Os indicadores de desempenho, principalmente de qualidade e de produtividade na construção civil, podem lançar uma organização aos mais altos níveis de liderança no mercado.

Apenas uma pequena parcela das companhias deste ramo tem apostado em um trabalho com base em indicadores eficientes de desempenho. Os processos de medição podem ser perfeitamente implantados no contexto dos canteiros de obras. Mas, isso desde que se tenha estabelecido todas as etapas do processo.

São elas: a coleta e o processamento de dados, a avaliação da informação coletada, a gestão desses arquivos ou a tomada de decisão em relação aos resultados obtidos, e, finalmente, a intervenção no processo com base na estratégia adotada.

Benefícios da implantação de indicadores de desempenho de obras

Com indicadores de desempenho, é possível fazer um planejamento de obras com base no estabelecimento de metas e determinação de estratégias para a gestão. Dessa forma, é possível detalhar os fluxos de trabalho, os recursos de produção e o dimensionamento da mão de obra a médio e longo prazo.

Além de benefícios como maior agilidade e redução de erros, há mais efetividade na comunicação entre os colaboradores e a empresa. Isso torna mais objetivas e acessíveis as informações referentes aos projetos e parcerias. 

Dessa forma, é possível adequar o projeto, caso haja áreas que precisem de mais investimento ou supervisão em determinado momento. Além de tudo isso, estabelecer indicadores de desempenho de obras já não é uma tarefa árdua — principalmente quando se tem ajuda da tecnologia para essa tarefa. 

Para colher os registros que serão o subsídio para os indicadores de desempenho, o gestor pode contar com diversas ferramentas. Existem, hoje, softwares de construção que permitem utilizar indicadores pré-configurados e de forma automatizada.

4 principais indicadores de desempenho de obras

1 – Indicadores de qualidade

Para averiguar se os padrões de qualidade estabelecidos em um projeto foram atingidos ao fim da obra é preciso ter indicadores de qualidade. Eles vão medir, por exemplo, a satisfação dos clientes, a conformidade com os projetos, a estética, a funcionalidade e a durabilidade dos elementos construídos. 

Os indicadores de qualidade podem ser aplicados, inclusive, na etapa do recebimento dos materiais ou ainda durante a própria execução. No primeiro caso, eles podem mensurar se os insumos entregues estão em conformidade com o que foi comprado.

No segundo caso, podem servir para conferir se aquilo que foi executado está em conformidade com o projeto.

Outra utilização é para conferir se tudo foi executado em conformidade com as normas. Os dados registrados a partir dos indicadores podem ser utilizados para avaliar a qualidade da sua mão de obra e dos insumos.

2 – Indicadores de rentabilidade

Outro tipo de indicadores de desempenho de obras são os de rentabilidade. Alguns exemplos são o retorno sobre o investimento (ROI) e o fluxo de caixa. O primeiro faz relação entre o lucro líquido e o custo da construção, permitindo avaliar a eficiência do empreendimento.

Já o fluxo de caixa avalia toda a receita que entra e sai do orçamento da organização. Ou seja,  é possível avaliar a necessidade de aumentar as receitas ou diminuir os gastos. Com os indicadores de rentabilidade, a empresa consegue avaliar quais empreendimentos são mais lucrativos.

3 – Indicadores de prazo

Manter o cronograma em dia é um dos maiores desafios para os gestores de obra. Ou seja, é necessário contar com indicadores de prazos. Com eles é possível avaliar quanto os atrasos custaram e quais impactos isso teve na entrega do empreendimento.

Os indicadores de prazo também permitem avaliar, indiretamente, a produtividade dos serviços. Assim, é possível encontrar etapas que apresentam problemas e merecem mais atenção para diminuir os atrasos.

4 – Indicadores de desperdício

Os indicadores de desperdício permitem, avaliando a quantidade de resíduos, entender quanto dos insumos comprados estão sendo jogados fora. Com isso, é possível saber quais etapas apresentam maior desperdício, qual o custo disso e qual impacto ambiental.

Contar com esse processo é também uma maneira de conscientizar os trabalhadores, mostrando o quanto os retrabalhos e erros geram resíduos, custos e prejuízos ao meio ambiente.

Os indicadores de desempenho de obras são cruciais para garantir que um empreendimento seja entregue com qualidade, gerando o maior lucro e satisfação do cliente. Por isso, os profissionais devem dar a devida atenção a eles, entendendo sua importância e aplicando nas diferentes etapas construtivas. 

E então, ainda tem alguma dúvida sobre o uso de indicadores na construção civil? Deixe nos comentários!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.