Apropriação de Serviços: benefícios da mensuração de custos para a tomada de decisão na obra

No segmento de construção pesada os investimentos previstos e realizados ultrapassam grandes somas, podendo até mesmo chegar à casa dos bilhões. Nesta área, não há apenas a necessidade do controle de qualidade do serviço ou da produtividade da equipe, mas também do uso de maquinário e de uma relação quantitativa de tudo o que é utilizado no canteiro de obras.

Por isso, a apropriação de serviços e dos custos envolvidos é uma prática que vem ganhando força e pode ser fator decisivo para melhoria de processos e redução de despesas na construção pesada.

Trata-se de uma espécie de registro diário onde são anotados dados relacionados ao tempo de uso de maquinário, mão de obra ou insumos. O objetivo é que a empresa, através destas informações, consiga apurar os custos em ambientes macro ou micro dentro de um projeto. A quantificação de equipamentos e a tomada de decisão para as novas etapas também podem ser baseadas nestes dados.

O que a empresa ganha com isso?

Com a apropriação de serviços, a construtora tem a possibilidade de realizar o acompanhamento de uso e manutenção dos equipamentos, já que são coletadas informações como horímetro e odômetro. Isso possibilita extrair uma média de horas utilizadas por dia, facilitando o planejamento e execução de manutenções.

Muitas vezes um equipamento – próprio ou alugado – passa boa parte do tempo parado e os motivos para este impasse são registrados na apropriação. A partir de então é possível decidir de que forma ele pode ser mais bem aproveitado ou desmobilizado daquela frente de serviço.

A análise de horas improdutivas não se aplica apenas aos equipamentos, mas também à equipe. Com o trabalho de apropriação, a empresa consegue aplicar de forma mais eficiente mudanças no canteiro para otimização dos recursos, verificação de produtividade e confiabilidade nas informações sobre cada projeto executado.

A compilação destas informações pode ser aplicada ainda para a tomada de decisão em obras similares que serão executadas, fazendo com que a construtora consiga mensurar de forma mais eficaz seu orçamento.

Atualmente, grande parte das empresas realiza este trabalho de forma manual, o que acaba demandando muito tempo para a coleta e repasse das informações, já que depois de colhidas em campo elas precisam ser digitalizadas e compiladas na central.

O trabalho de apropriação de serviços pode ser facilitado com o apoio de um sistema que facilite a coleta de dados e que possa ser preenchido ainda em campo, em tempo real. É o que ocorre, por exemplo, na empresa Toniollo, Busnelo. Com a adoção de uma ferramenta específica para a apropriação, o tempo de compilação das informações caiu de 15 dias para apenas um, em média.

A agilidade para o canteiro de obras através de um controle efetivo das tarefas, transportes, equipamentos, insumos e pessoas envolvidas em cada uma delas foram ganhos da companhia com essa estratégia. O gestor tem, ao fim da cada etapa, uma série de dados que até então não eram conhecidos ou que demoravam a chegar e, com a solução, passam a ser uma ferramenta estratégica para o aumento da produtividade e redução de custos da companhia.

Gostou do artigo? Se ainda restar alguma dúvida sobre o assunto não deixe de comentar logo abaixo!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *