Controle de custos em obras: como torná-lo mais eficiente

Fazer o controle de custos em obras é um verdadeiro desafio para quem trabalha na construção civil. É uma ação que faz parte do planejamento estratégico da empresa e, sem dúvidas, um dos principais elementos de uma gestão enxuta e inteligente.

Acontece que fazer esse monitoramento de maneira eficaz sugere uma série de dificuldades. Primeiro, é necessário que todos os envolvidos no projeto consigam manter uma comunicação direta e transparente. Depois, é imprescindível seguir um planejamento detalhado referente a cada etapa da construção. E tudo isso só funciona se um cronograma for seguido à risca.

Quando o controle de custos em obras é feito com sucesso, as melhorias são visíveis. E não estamos falando apenas sobre economia de recursos: uma gestão eficiente traz uma série de benefícios para todas as frentes – construtora, colaboradores e clientes.

Dentre eles:

– Entregas dentro do prazo estabelecido;

– Atendimento aos padrões de qualidade;

– Redução dos índices de desperdício;

– Aumento da produtividade;

– Melhor acompanhamento dos indicadores de performance

Ficou interessado em como fazer o controle de custos da sua obra? Então continue a leitura!.

Por que fazer o controle de custos em obras?

Não importa o tamanho da obra, nem o número de funcionários envolvidos no processo. Se a empreiteira deseja resultados positivos, a gestão de custos é essencial em todos os estágios da construção – do início à entrega.

Algumas das principais despesas geradas pelo trabalho realizado nos canteiros envolvem infraestrutura, contratação de mão de obra e materiais de acabamento. A construção de um estádio de futebol, por exemplo, chega a utilizar 25 mil toneladas de cimento ao longo de dois anos.

A importância de contar com profissionais especializados e matérias primas de qualidade está sempre presente – tanto para estruturas básicas quanto para serviços de acabamento. É por isso que fazer o controle de custos em obras é tão importante.

Projetos de construção funcionam como uma engrenagem: para que tudo flua dentro do melhor cenário possível, é preciso contar com a conscientização de gestores, engenheiros e mestres responsáveis por coordenar cada etapa da obra.

Mais importante, esse controle de custos não deve ser apenas reativo. Em outras palavras, não deve ter como único objetivo a correção de erros e falhas evidenciados por meio da análise de indicadores.

Essa iniciativa é, sim, muito importante. E deve ser complementada com análises proativas, colaborando para um planejamento mais eficaz e assertivo, eliminando despesas supérfluas e, principalmente, atividades que não agregam valor e geram retrabalho.

Como controlar os gastos de uma obra

A forma como cada uma controla os gastos de uma obra depende muito dos processos internos, duração e porte de projetos, número de colaboradores e relacionamento com fornecedores.

Existem, porém, alguns pontos importantes que não podem ser excluídos para aqueles que buscam uma gestão inteligente de custos.

Para obter os melhores resultados nessa empreitada, atente-se às seguintes questões:

#1 Tenha um planejamento

Ter o planejamento de tudo o que está previsto para uma obra é o primeiro passo para um controle de custos bem feito. Avalie os recursos disponíveis, mantenha um cronograma atualizado e coordene as ações de acordo com todas as normas e leis. Além disso, adote processos intuitivos que garantam que toda a equipe siga os padrões preestabelecidos.

#2 Evite desperdícios

O controle de custos em obras está diretamente relacionado à redução de desperdícios. Negocie com fornecedores, invista em sustentabilidade, conscientize funcionários sobre a economia de água e energia elétrica e promova uma gestão inteligente de resíduos e entulhos. Em resumo, identifique como é possível fazer mais com menos.

#3 Mantenha o orçamento em dia

Um dos fatores que mais comprometem a rentabilidade das construtoras são os atrasos de execução. Mantenha o orçamento sempre atualizado para evitar que seus ganhos sejam comprometidos.

#4 Faça uma gestão de estoque eficiente

Assegure um gerenciamento de estoque detalhado. Faça a descrição completa de produtos e materiais, monitore dados de entrada e saída, mantenha um controle de qualidade dos itens armazenados, trabalhe no inventário e deixe o local sempre limpo e organizado.

Perceba que os pontos acima estão todos relacionados. Um estoque monitorado evita desperdícios – o que contribui para o orçamento que, por sua vez, torna possíveis as etapas do planejamento.

Tecnologias para gestão para obras

Quando há um número elevado de pessoas envolvidas no projeto, especialmente, a gestão  tende a apresentar desafios. Neste caso, entenda quem são os responsáveis por cada processo e informe-se sobre as necessidades dos colaboradores.

Existem diversas maneiras de gerenciar os custos de uma obra. O método utilizado pela equipe depende diretamente do nível de maturidade da construtora com processos de gestão de recursos financeiros e planejamento de ações.

Você pode fazer o controle de custos em obras adotando de planilhas impressas até softwares de gerenciamento especializado, cada qual com suas peculiaridades.

É claro que, com os avanços da tecnologia, a tendência é que os processos se tornem cada vez mais digitais. Atualmente, é possível encontrar softwares de gestão específicos para construtoras, considerando todas as peculiaridades e demandas desse tipo de negócio.

Preparados para centralizar e processar informações automaticamente, eles podem ser alimentados e acessados por smartphones e tablets – garantindo, assim, toda a mobilidade para os profissionais que estão diretamente envolvidos na jornada. Logo, são bastante úteis para uma gestão mais articulada, mantendo o foco em produtividade e no controle dos custos da obra.

Esses softwares englobam muitos aspectos , como a produtividade de mão de obra e equipamentos, gestão da assistência técnica, da qualidade, segurança, vistoria e entrega – fornecendo, ainda, resumos gerenciais que sustentam decisões importantes, por exemplo.

E você, como faz o controle de custos em obras? Compartilhe suas dúvidas, ideias e experiências nos comentários. Aproveite e fique por dentro das novidades acompanhando nosso blog!

 

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *