Construção industrializada: por que é tendência no canteiro de obras?

A evolução da construção civil no Brasil é pautada por alguns fatores. Com um déficit de mais de 7 milhões de unidades habitacionais, segundo estudos da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) com a Fundação Getúlio Vargas, o segmento tem uma série de oportunidades para fortalecimento. 

Nesse contexto, a construção industrializada ganha espaço. O conceito, que garante benefícios como padronização, redução de desperdícios e agilidade à obra, é o tema deste artigo.

Vamos falar sobre os métodos da construção industrializada que já fazem parte de empresas brasileiras e das vantagens para os negócios. Confira ainda exemplos de tecnologia e industrialização para melhoria das entregas. Veja:

Entendendo melhor o conceito de construção industrializada

O planejamento de obras deve seguir todas as etapas de um projeto, e a construção industrializada é muito ligada a este quesito. Porque realiza uma série de processos em um ambiente fabril para pós aplicação no canteiro. 

Nesta espécie de “fábrica” da construtora, são realizadas diversas tarefas que agilizam o trabalho no canteiro de obras. São feitas neste local estruturas pré-moldadas, como o steel framing e desenvolvimento de insumos para rápida aplicação.

Construtoras que investem na industrialização ganham em diversos aspectos. Por exemplo, na padronização do prazo da entrega, já que diversos processos chegam ao canteiro já adiantados. 

O wood frame, que é outro bom exemplo, são perfis de madeira que facilitam a construção rápida. Boa parte de uma casa, por exemplo, é feita na fábrica para depois ser finalizada na obra. Basta a aplicação da estrutura, que já vem da central alinhada de acordo com as indicações e rotina da construtora.

Outro fator fundamental da construção industrializada é a redução de desperdícios. No canteiro de obras não é incomum que muitos insumos acabem indo para o lixo. Nem sempre há um controle de aplicação de matérias-primas e isso gera outro problema, que é o descarte incorreto dos resíduos. 

Na construção industrializada, além do uso otimizado dos insumos e da melhoria de processos para redução de desperdício, há mais facilidade na aplicação da logística reversa. Isso porque o conceito industrial é mais facilmente implantado e permite o controle facilitado do tratamento de resíduos

Este fator é essencial, inclusive, para o cumprimento de normas de qualidade e da legislação, que, se não forem verificadas, podem comprometer a imagem da construtora.

Em projetos ligados ao Governo Federal, como o Minha Casa Minha Vida, por exemplo, a construtora precisa cumprir certos requisitos de qualidade. Neste caso, não entram apenas as questões sustentáveis, mas o cumprimento de prazos e a padronização das unidades. 

Para garantir a qualidade exigida para certificação do programa, a construção industrializada é uma ótima aliada. Além de proporcionar a montagem rápida e limpa no canteiro de obras, a realização de processos construtivos em ambiente industrial também reduz o trabalho manual no canteiro

Isso acontece porque boa parte das entregas já chegam prontas ao local da obra – a automação é bem mais comum neste tipo de construção. Materiais pré-prontos, estruturas já montadas e insumos de fácil e rápida aplicação caracterizam a construção industrializada.

Tecnologia e industrialização: quais os benefícios das duas frentes?

A construção industrializada está diretamente ligada aos conceitos de automação e tecnologia. Adotar processos industrializados requer também controle de cada etapa. E as empresas já se deram conta disso. Basta olhar para algumas pesquisas relacionadas à inovação.

É o caso da Sondagem de Inovação, feita pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial com a FGV: das empresas ouvidas na pesquisa, o percentual que investe em inovação foi de 21,9% no primeiro trimestre de 2019 para 29,7% no terceiro trimestre do mesmo ano. Já o volume de negócios que diz ter inovado em produtos foi de 13,3% para 15,7%, respectivamente.

Um exemplo de gestão para a construção industrializada é a mobilidade. Com uma solução que permite acompanhar, através de dispositivos móveis, as etapas construtivas na indústria até a finalização no canteiro, as construtoras passam a contar com dados consolidados para a melhoria contínua. 

No contexto da construção industrializada, o módulo de Qualidade do Mobuss Construção, apoia para que as etapas do processo industrializado sejam acompanhadas de perto, garantindo que cada uma delas esteja de acordo com o padrão estabelecido pela construtora. Assim, um histórico completo é construído durante a rotina construtiva, mantendo uma série de boas práticas para o resultado final da Qualidade.

A solução do Mobuss Construção proporciona aos envolvidos um trabalho colaborativo e controle de informações e atividades em todas as etapas da construção. 

Com a integração, a redução de erros é significativa, já que em cada etapa o construtor tem em mãos dados confiáveis sobre as ações que foram e devem ser realizadas. Não há retrabalho com o registro das atividades, pois tudo acontece em tempo real, seja no chão de fábrica ou no canteiro de obras.

A mobilidade aplicada à construção industrializada garante que este conceito seja colocado em prática, aliado à melhoria contínua. Mais do que desenvolver processos pré-estruturados, a gestão através de dispositivos móveis permite aos construtores  o histórico de cada projeto.

Para saber mais sobre a aplicação da tecnologia na construção civil, entre em contato com nossos especialistas e peça uma demonstração gratuita.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *