Entenda o ciclo PDCA e veja sua utilidade

Continuar competitivo em tempos de crise não é das tarefas mais fáceis, especialmente para as empresas da indústria da construção civil, afinal este é um dos setores que primeiro sofre os impactos das oscilações e quedas na economia.

Um planejamento eficiente passa, então, a ser uma das palavras de ordem para alcançar bons resultados e superar as expectativas e projeções negativas. Mas que metodologia de planejamento utilizar, dentre tantas existentes?

Se você pensou rápido e a primeira resposta para esse questionamento foi PDCA, então o post de hoje é perfeito para você! Nele vamos listar conceitos básicos sobre o que é o ciclo PDCA, como ele funciona, qual a sua relevância e como pode ser utilizado para alcançar eficiência na gestão de canteiros de obras. Ficou curioso? Confira!

O que é PDCA?

O ciclo PDCA nada mais é que um método norte-americano extremamente eficiente para a resolução de problemas. As quatro letras que compõem a sigla resumem atividades básicas que devem ser seguidas para que a gestão, em qualquer instância, ocorra a contento.

São quatro verbos imperativos que indicam o que fazer em cada etapa:

P (plan) – planejar;

D (do) – fazer;

C (check) – checar;

A (act) – atuar.

Como ele funciona?

A sequência proposta segue à risca a ordem das letras. Planeje, faça, controle e atue.A metodologia é prática e autoexplicativa.

Primeiro é necessário fazer um planejamento detalhado das ações, considerando todas as condicionantes envolvidas no processo. A etapa seguinte é tornar o plano real, pondo em prática as ações propostas na fase de planejamento. Uma etapa fundamental para o sucesso na implantação da metodologia é o check. É nessa fase que os pontos positivos são detectados, bem como os possíveis erros e desvios. Por último, vem a fase de atuar para dirimir os possíveis erros, retroalimentando o planejamento com novas ações, ou simplesmente corrigindo pequenos detalhes. Com isso será possível reiniciar o ciclo PDCA, ajustando-o sempre que necessário.

Qual a relevância da metodologia?

O principal aspecto da metodologia diz respeito à retroalimentação do sistema. Uma ação pode ter sido muito bem planejada, mas não acontecer perfeitamente de acordo com o previsto.

Só com a execução do plano propriamente dito é possível fazer esse tipo de constatação. E esse é o diferencial da metodologia: fazer o plano acontecer, realizar os ajustes necessários e continuar seguindo com um plano corrigido e adequado às situações reais observadas na prática.

Como aplicá-lo na gestão do canteiro de obras?

Utilizar o gestã é relativamente simples. Para o gestor, as fases iniciais de planejamento e execução não são muito diferentes do planejamento comumente aplicado à obra. É necessário assegurar que todos os condicionantes para o planejamento do canteiro estão sob controle. Além disso, é indispensável treinamento, apresentando a metodologia aos envolvidos, esclarecendo a importância de cada um para o sucesso da metodologia. Enfim, motivar a equipe envolvida.

Contudo, o grande desafio reside em controlar os possíveis desvios na implantação das ações previstas e propor novas linhas de ação. Um gerente de obras precisa controlar muitos dados e informações sobre equipamentos, estoques e frentes de trabalho. Utilizar soluções tecnológicas, como softwares de gestão, aplicativos e ferramentas de mobilidade corporativa, na fase do check é uma boa estratégia.

Já deu para perceber que essa é uma metodologia relativamente simples e que pode ser aplicada à gestão de canteiros de obras de um modo prático, preciso e objetivo. Essa metodologia carrega consigo muitas vantagens, sendo uma excelente estratégia a ser aplicada pelos gestores e gerentes de obras. No caso específico da construção civil, as melhorias na liderança no canteiro de obras são quase imediatas, afinal as atividades serão constantemente avaliadas e redirecionadas no sentido de controlar os possíveis desvios e desperdícios, características estas indispensáveis, até mesmo, para uma boa gestão de riscos.

Está convencido de que o ciclo PDCA pode ser uma peça chave para a excelência na gestão do canteiro de obras? Já aplica essa metodologia como instrumento de gestão? Compartilhe conosco sua experiência deixando um comentário em nosso post. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *